Botucatu, domingo, 20 de Outubro de 2019

Colunista Antonio Roberto Mauad – Turquinho Tecnólogo em Marketing e MBA em Administração Pública e Gerência de Cidades
18/01/2019

João Cury: liderança estadual tecida na região de Botucatu



Do quadro político resultante de 2018, na escolha de deputados estaduais, federais, senadores, governadores e presidente da república oferece-nos sem dúvida a reflexão, quanto certos temas atinentes à política, como o papel da liderança política.

No bojo da política, ela tem suas dinâmicas, mas neste espaço destaco a política exercida na área institucional, se constitui em uma disputa, realizada com regras do Estado Democrático e de Direito, para se conquistar e exercer o poder no Estado como a eleição do atuante deputado estadual Fernando Cury.

Dentro do bojo da política, também há escolha de nomes por vezes de notada capacidade de gestão estatal que passam a compor o staffe do Poder Executivo, como por exemplo, a nomeação de João Cury Neto para comandar a Secretária Municipal Educação de São Paulo fruto da sua capacidade gerencial.

Com o desgaste por vezes premeditado e muito inconseqüente da atividade política, a “Liderança Política” passou a ser uma expressão popular e ao mesmo tempo sem muita precisão de sua necessidade, e sendo vulgarizada, confundida e pior enfraquecendo seu real entendimento, o que desembocou no grande prejuízo de sua atuação junto aos cidadãos. Vide quantos anos dependemos de nomes/lideranças que viviam um pouco mais distantes de nos!

Ao citar o exemplo prático e próximo de nós botucatuenses, com os atuantes Fernando e João Cury, lideranças com raízes em nossa cidade e região, suas conquistas demonstram inequivocamente a necessidade de termos e mantê-los ao considerarmos que lideranças políticas influenciam diretamente na qualidade dos resultados/conquistas para Botucatu e região, mas sobremodo nas ações/pedidos que se buscam junto às esferas: estadual e federal.

Ser uma liderança política por vezes constitui-se em tarefa ingrata, a liderança é uma dimensão humana onde em maior ou menor medida todos nós temos um pouco, mas, no entanto a real liderança política surge em doses mais exasperadas em pouquíssimas pessoas que se notabilizam social e politicamente, com seus feitos e exemplos, ao longo do tempo integram o momento e lugar na história do município/região que atuam.

O nosso ex-prefeito João Cury Neto destaca-se com sua grande capacidade de liderar e não chefiar. A liderança passa a ser mais que um bom gestor de recursos, como o João Cury que reúne qualidades pessoais, técnicas, intelectuais, política e morais que trazem prestígio suficiente aos processos.

 Na condição de líder político, se deve destacar capacidades como a de conhecer e usar tecnologias e entender que nossa sociedade esta conectada em redes sociais com grande volume de informações, sendo o líder capaz de compreender as linguagens destas redes e de outras mídias, também deve esmerar-se pela boa qualidade intelectual aliado a sensibilidade social, para organizar os grupos sociais e manter constante dialógico com os seus pares, o que para João Cury é uma tarefa mais que prazerosa.

As qualidades de João Cury demonstram sua visão de mundo levando- ao entendimento de que conflitos podem vir a ser equacionados e resolvidos quando há vontade de dialogar e buscar resolvê-los usando a persuasão levando mudar a argumentação e idéias, mas nunca por meio da imposição da vontade ou eliminação dos contrários.

 

                   “Um povo sem memória é um povo sem história”, já disse a historiadora paulista Emília Viotti da Costa. Muitas vezes, é o passado que ajuda a explicar o presente [...] Citada por Luiza Calegari, site revista Exame 02/2018.

 

Antonio Roberto Mauad – Turquinho. MBA em Administração Pública e Gerência de Cidades, colaborador deste jornal.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.