Botucatu, segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

Colunista Eliete Trombini Sartori Psicóloga
03/05/2017

A luta por direitos da mulher



No mês de março, principalmente em decorrência do dia internacional da mulher, a discussão acerca dos direitos das mulheres fica evidenciada. Este tem sido campo de ampla discussão e reconhecidos avanços, no entanto, nos sentimos integralmente contempladas com a realidade que está posta?

Ao longo dos séculos a mulher cotidianamente viveu em um contexto histórico em que predominavam práticas machistas e direitos restritos. Ao mesmo tempo, se engajou em lutas pela conquista de seus direitos, do reconhecimento de sua identidade e liberdade de escolhas. No Brasil, a evolução dos direitos pelas mulheres foi lenta e a custo de muitas lutas e reinvindicações, e ainda hoje depois de inúmeras conquistas, é inegável que ainda há um amplo campo de discussão e direitos a serem alcançados.

Diversas medidas já foram criadas visando essa ampliação de direitos para as mulheres, incluindo a Lei Maria da Penha, que tem por objetivo criar mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Ainda assim, não é incomum ver noticiado casos de violência física e psicológica, demonstrando que há muito a ser conquistado nos aspectos judiciais e sociais, pois apesar de um aparato legal, muitas vezes os direitos não são respeitados e precisam ultrapassar as barreiras historicamente construídas.

Quando se fala em luta por direitos de igualdade, é importante considerar também o direito à diferença, que diz respeito à singularidade inerente a cada indivíduo. Nesse sentido, a busca pelos direitos das mulheres deve estar atrelada ao respeito à diversidade e a singularidade que permeia a construção da própria identidade.

A mulher tem, cada vez mais, ampliado a consciência de seu potencial, dos seus direitos, vencido barreiras e preconceitos, no entanto, este é um processo e, como tal, deve ser encarado como permanente, diário e em constante movimento, sobretudo, deve receber a atenção e o engajamento de todos, pois somos todos os interessados.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.