Botucatu, sábado, 19 de Outubro de 2019

Cidade / Geral
18/07/2019

Campanha em Botucatu contra queimadas conta com aulas práticas e teóricas



Mais do que um slogan de grande impacto, os participantes dos grupos tiveram aulas teóricas, para buscar o conhecimento de leis sobre o assunto, bem como instruções práticas sobre como extinguir o fogo e manusear materiais para isso

 

De acordo com informações do Climatempo, o Brasil ocupa o terceiro lugar no ranking de países da América do Sul com o maior número de queimadas. A conscientização para a população nunca foi tão importante como nos dias de hoje.

E foi pensando nisso que na última quarta, 17, a Prefeitura de Botucatu, por meio da Secretaria do Verde, Guarda Civil Municipal e Defesa Civil, em parceria com o Corpo de Bombeiros, Grupo Guerreiros do Fogo e Unipas, lançou a campanha “Não ponha a mão no fogo, Botucatu contra a queimada”. A ação tem como objetivo conscientizar a população para evitar e prevenir incêndios durante o período de estiagem.

Mais do que um slogan de grande impacto, os participantes dos grupos tiveram aulas teóricas, para buscar o conhecimento de leis sobre o assunto, bem como instruções práticas sobre como extinguir o fogo e manusear materiais para isso.

Todos podem fazer a sua parte para evitar as queimadas. De acordo com a Lei de Crimes Ambientais (9.605/98), queimada é crime e a pena é de um a quatro anos de reclusão, infringindo também a Lei Complementar Municipal 1007/2012, onde é passível de autuação.

 

Terrenos

Dados revelam que de janeiro a junho deste ano, o município já registrou 95 autuações de donos de terrenos que utilizaram o fogo para limpeza. Estes proprietários de terrenos estão sujeitos à multa de R$ 1.300,00 (para um terreno padrão).

“Cada vez que há um incêndio em um terreno, o Corpo de Bombeiros e a Patrulha Ambiental da Guarda Civil Municipal realizam uma investigação para identificar o autor do fogo e/ou proprietário do terreno, para que o mesmo seja penalizado. Também conversamos com os moradores do em torno, para orientar”, explicou o inspetor Carlos, da Patrulha Ambiental da Guarda Municipal.

Além das orientações diretas para população, a GCM também realiza palestras para crianças por meio do programa Patrulha da Paz e bloqueios educativos. A população pode colaborar no combate às queimadas, denunciando casos de incêndio para a GCM (199) ou ao Corpo de Bombeiros (193).










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.