Botucatu, quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

Esporte / Saúde
23/06/2019

Brasil Ride realizado na cuesta de Botucatu contou com cerca de 4 mil atletas



Evento tendo Botucatu e Pardinho como cidades-sedes recebeu ciclistas e corredores de montanha, de 24 estados brasileiros e outros cinco países, Alemanha, Chile, Espanha, Portugal e Venezuela

 

Realizado pelo sétimo ano consecutivo na região da Cuesta Paulista, tendo Botucatu e Pardinho como cidades-sedes, o Festival Brasil Ride reuniu nesta semana mais de 4 mil atletas, entre ciclistas e corredores de montanha, de 24 estados brasileiros e outros cinco países, Alemanha, Chile, Espanha, Portugal e Venezuela. Desde sua estreia, em 2013, o crescimento no turismo comprova-se, não apenas pelo aumento do número de visitantes, como também pelos títulos de Município de Interesse Turístico (MIT) recebidos pelas duas prefeituras nos últimos anos.

Responsável pela abertura do Festival Brasil Ride nas últimas edições, ao sediar a Road Brasil Ride, prova de ciclismo de estrada eleita entre 2015 e 2018 como a melhor do País na modalidade, o município de Pardinho teve considerável aumento no número de visitantes no mesmo momento em que o evento esportivo passou a ser realizado na região. Se entre 2013 e 2016 a média de visitantes era de 200 pessoas aos finais de semana, de 2017 até o momento esse número aumentou para 1.000.

Um relatório feito pela Brasil Ride, organizadora do Festival, referente ao ano de 2018, também mostrou números expressivos. Aproximadamente 16 mil pessoas, entre atletas e acompanhantes, estiveram visitando Botucatu na sexta edição, número maior do que os 12,5 mil estimados em 2017, e 47% dessas pessoas foram pela primeira vez à cidade. Segundo a Guarda Civil Municipal, 40 mil pessoas assistiram às competições. O relatório ainda mostrou que as provas geraram uma receita ao município de mais de R$ 10 milhões, entre hospedagem, alimentação e consumo de combustível.

"Estes números só demonstram o quanto o esporte é uma ferramenta muito proveitosa. Não apenas no que diz respeito à melhora da qualidade de vida e da saúde das pessoas, mas também o quanto que pode gerar de receita para as cidades e seus empresários, bem como atrair visitantes no decorrer do ano. Ver esses retornos e sentir a cada temporada que os apoios de Pardinho e Botucatu só crescem, nos enchem de satisfação e dão a certeza de que estamos no caminho certo para fazer mais ano a ano", comenta Mario Roma, fundador da Brasil Ride.

 

Festival Brasil Ride 2019

Entre quinta-feira (20) e sábado (22), foram realizadas provas de mountain bike, o Warm Up Pro, durante os três dias do Festival, e o Warm Up Sport, apenas no sábado, além da Trail Run Series, abrindo as atividades da semana, na manhã de quinta-feira, com largadas às 9h (21 km), 9h40 (16 km), 10h (6,5 km). Ambas as modalidades contaram também com disputas para as crianças, o Warm Up Kids Bike Race e Corrida Kids, as duas programadas para a manhã de sábado, às 10h30 e 11h, respectivamente. 

No mountain bike, o prólogo abriu o Warm Up Pro, com 11,6 km e 455 m de altimetria acumulada, a partir das 14h de quinta-feira. No dia seguinte, o início foi às 10h, com mais de 66,2 km e 1.711 m de altimetria. A sexta-feira (21) contou ainda com a realização do ciclo de palestras, entre 17h e 20h. No sábado, houve a decisão do Warm Up Pro, a partir das 8h, onde os ciclistas pedalaram 110 km com altimetria de 2.700 m, e a disputa da Sport, às 10h, com distância reduzida de 71 km e 1.200 m de subidas acumuladas. 

 

Elites masculina e feminina

No MTB estiveram ciclistas como Hugo Prado,  Bruno Lemes, Halysson Ferreira, Ricardo Pschedit, Mario Veríssimo, João Paulo Firmino, Erick Bruske, entre outros. No feminino, Eliana Pinheiro, Fabiana Brandão, Julyana Machado, Lais Saes e Larissa Cristina estiveram entre as favoritas. A premiação das elites ofertou um total de R$ 5.700,00, divididos entre os cinco primeiros, com divisão igual para homens e mulheres.

O prefeito Mário Pardini falou sobre o evento:"O Festival Brasil Ride foi mais uma vez um sucesso em nossa Cidade. Da (praça da) Catedral ao  (restaurante) Tabajara com as ruas completamente tomadas por atletas.Além de ser uma competição de alto nível, o evento é muito importante para a economia botucatuense, pois toda a rede hoteleira foi utilizada pelos quase 4 mil atletas, que consumiram em restaurantes e no comércio, gerando inclusive cerca de 100 empregos temporários. E este é só o começo, pois no próximos mês receberemos os Jogos Regionais, uma das maiores competições esportivas do Estado e que além de ser incentivo aos nossos jovens, também trará um bom movimento para o nosso comércio".










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.