Botucatu, quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

Esporte / Saúde
27/06/2019

Botucatuenses participaram de uma das mais concorridas maratonas do mundo



Silmara Modesto teve grande performance ao cruzar linha de chegada na 22° colocação por faixa etária com tempo de 03h22min57seg e agora se prepara para disputar os Jogos Regionais no mês de julho em Botucatu

 

Considerada uma das melhores fundistas da região, a atleta Silmara Izidoro Modesto esteve participando da Maratona Internacional Rio Cosan, no Rio de Janeiro, com 42 quilômetros de percurso, e que recebeu competidores de vários países do mundo. No total 40 mil corredores estiveram participando, sendo a grande maioria para superar o desafio de completar o percurso. A supremacia foi dos corredores quenianos.

A atleta botucatuense ficou na 22° colocação por faixa etária com tempo de 03h22min57seg. Além de Silmara, também esteve na maratona Elton Machado que ficou na 896ª colocação por faixa etária, com tempo de 03h43min, além de Silvana Godoy e Marcos Godoy, que coordenaram a logística para participação dos atletas.

Silmara comemorou sua performance. “Estou feliz com o resultado que para mim foi uma grande conquista, pois sou estreante em prova com esse percurso. Confesso que me surpreendi com o resultado. Valeu a pena e quero aproveitar para agradecer, de coração, a todos que de alguma maneira me ajudaram a concretizar esse sonho”, colocou a atleta. “Agora é descansar uma semana para seguir o treinamento e correr nos Jogos Regionais que será no mês de julho em Botucatu. Estarei na prova dos 5.000 metros”, acrescentou.

Vale destacar que Silmara, no mês passado, participou da 25ª edição da Maratona Internacional de São Paulo disputada em duas categorias distintas: maratona de 42 km e meia maratona de 21 km. A botucatuense conquistou a segunda colocação na prova de 21 km com o tempo de 1h34min22seg.

 

Superação

A prova teve diversas histórias de superação, entre elas a do botucatuense Elton Medeiros que tem uma história de vida bastante interessante. Após anos sofrendo preconceito e bullying chegando a pesar 160kg, conseguiu dar uma guinada em sua vida e se tornou um atleta, com 72kg e o manequim de 54 para 36. 

“Foi uma conquista e a realização de um sonho correr minha primeira maratona.  Que me conhece sabe o quanto me custou para chegar até aqui. Treinei muito, chorei, até mesmo pensei em desistir. Enfrentei o medo, a ansiedade, a torcida contrária, as palavras de desânimo, mas lutei com unhas e dentes pra alcançar esse sonho e hoje posso dizer que sou maratonista”, comemorou.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.