Botucatu, domingo, 20 de Outubro de 2019

Política
23/08/2019

Prefeitura pode nomear gestor público para atender as demandas de mulheres



A preocupação dos vereadores se apega no preocupante indicador de feminicídios em todo Brasil, destacando que a promoção de políticas públicas voltadas para o tema possibilitaria uma maior atenção às demandas das mulheres, além de diminuir os números de crimes voltados contra elas

 

Buscando garantir ainda mais igualdade além de assegurar um atendimento diferenciado, o presidente da Câmara Municipal de Botucatu, vereador Carreira [PSB] em parceria com as vereadoras Alessandra Lucchesi [PSDB] e Rose Ielo [PDT] solicitou a nomeação de um gestor público para realização de um atendimento exclusivo para demandas relacionadas às mulheres. O pedido foi aprovado pela unanimidade dos demais legisladores.

O documento apresentado pelos três vereadores em parceria tem como destinatário o prefeito municipal, Mário Pardini, pedindo para que o mesmo analise e se sensibilize no sentido de promover a nomeação de um gestor público específico para atender exclusivamente às demandas das mulheres, potencializando as ações de políticas públicas voltadas a esse segmento em Botucatu

O documento destaca que Conselho Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres [CMPM] foi instituído em 2012 e tem entre suas atribuições, o poder e o dever de estabelecer, acompanhar, controlar e avaliar todas as esferas da administração do município, políticas públicas de relação de gênero, para garantir a igualdade de oportunidades e de direitos da mulher. Formam este conselho 24 mulheres do Poder Público e Sociedade Civil, ligadas a inúmeras áreas

A preocupação dos vereadores se apega no preocupante indicador de feminicídios em todo Brasil, destacando que a promoção de políticas públicas voltadas para o tema possibilitaria uma maior atenção às demandas das mulheres, além de diminuir os números de crimes voltados contra elas. A criação de um departamento municipal com um gestor específico para atender as demandas das mulheres facilitaria a gestão, além de contribuir ainda mais com a atuação do CMPM no município.

Da Assessoria










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.