Botucatu, sábado, 15 de Junho de 2019

30/04/2019

Morador de Itatinga é acusado de estuprar a própria filha de 6 anos de idade



Ocorrência teve início quando a GCM de Botucatu foi acionada pela Assistência Social da Unesp, em razão de essa menina ter dado entrada naquele hospital  com suspeita de violência sexual

 

Um caso de estupro de vulnerável, atendido pela Guarda Municipal de Botucatu foi registrado em boletim de ocorrência (BO) no plantão permanente pela delegada Simone Alves Firmino como suspeita de estupro. A vítima desse crime foi uma menina de 6 anos de idade e o suposto autor do crime, o próprio pai de 32 anos.

Ocorrência teve início quando a GCM de Botucatu foi acionada pela Assistência Social da Unesp, em razão de esta menina ter dado entrada naquele hospital com suspeita de violência sexual. Ela foi trazida a Botucatu pela mãe, que foi casada com o acusado durante 7 anos e com ele teve três filhos.

Na separação foi determinado em juízo que ambos tivessem a guarda compartilhada dos filhos. A cada 15 dias o pai apanha os filhos às 9 horas de sábado e devolve às 18 horas de domingo.

A menina conta que nessa sua última estadia com o pai durante a madrugada se levantou para ir ao banheiro e quando retornou ao quarto o pai teria entrado junto e deitado em cima dela. Ela diz que não gritou por ter ficado com muito medo. A mãe percebeu que  havia algo errado ao dar banho na menina.

No exame feito pela equipe médica do hospital foi constatado que havia fissura na região genital da vítima. O acusado nega ter cometido o estupro contra a filha e o caso está sendo investigado pela Polícia Civil. 










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.