Botucatu, quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

Regionais / Brasil
17/07/2019

Faculdade de Agronomia forma jovens educadores ambientais em São Manuel



Selecionados entre mais de 450 inscritos no programa, os participantes do curso serão apresentados a conceitos e práticas de conservação e sustentabilidade de áreas naturais

 

Teve início a segunda edição do curso de Formação de Guias da Natureza, na Fazenda Experimental São Manuel, unidade da Unesp localizada no município vizinho a Botucatu. O curso, que vai até o dia 20 de julho, reúne um grupo de 40 alunos do 9° ano do ensino fundamental e dos dois primeiros anos do ensino médio das escolas estaduais Francisco Oliveira Faraco, Walter Carrer, professor Atilio Innocenti, Dr. Manuel José Chaves e Escola Técnica Estadual (ETEC) Dona Sebastiana de Barros.

Selecionados entre mais de 450 inscritos no programa, os participantes do curso serão apresentados a conceitos e práticas de conservação e sustentabilidade de áreas naturais. Dessa forma, serão capacitados como educadores ambientais, multiplicadores de informação, jovens cientistas e como gestores de espaços naturais e educativos.

A programação do curso envolve atividades teórico-práticas em temas como sistemas agroflorestais, cultivo orgânico, plantas alimentícias não convencionais, observação e identificação de aves e mamíferos, identificação de vegetação, compostagem, trilhas educativas e recursos hídricos.

Após a capacitação, os jovens estarão preparados para receber e orientar visitações de estudantes de ensino fundamental da região de São Manuel e arredores e da comunidade em geral à Fazenda São Manuel, como forma de promover a conscientização sobre conservação, preservação e sustentabilidade dos ambientes naturais.

O programa também possibilita a formação inicial e continuada de professores, uma vez que envolve alunos dos cursos de licenciaturas (bolsistas e voluntários), professores em exercício da educação básica e professores e pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa.

Acompanhado pelo diretor de Agricultura e Meio Ambiente, Júnior Cella, e pelo diretor de Educação, José Roberto Corrêa Saglietti, o prefeito de São Manuel, Ricardo Salaro, marcou presença na abertura do evento e ressaltou a importância do projeto. “O fato de jovens estudantes de ensino médio começarem a formar seu conhecimento e suas opiniões sobre o Meio Ambiente baseados em conceitos adequados, por si só, já é uma grande coisa. Além disso, eles levam uma série de informações para seus colegas e seus familiares, gerando atitudes diferentes em relação ao lixo, à conservação das praças e jardins, ao meio ambiente, de forma geral. É uma forma de criar um ciclo virtuoso importante e proporcionar uma conscientização sobre as questões ambientais em toda a população”.

Salaro também destacou a importância da parceria com a Unesp. “Isso é a concretização de um sonho. Nós temos trabalhado para aproximar nossa cidade da Universidade. Temos conversado bastante para que a Unesp passe, cada vez mais, a fazer parte, da vida da nossa cidade, contribuindo com tudo que ela tem de bom para o desenvolvimento de São Manuel”.

 

Aproximação da comunidade

Segundo a professora Renata Cristina Batista Fonseca, também era um sonho da Unesp se aproximar da comunidades de São Manuel. “Temos essa fazenda belíssima, que tem recursos hídricos, áreas naturais, uma rica em fauna silvestre e um grande potencial na área agrícola e florestal, que fica muito próxima da cidade e que não era conhecida pela população.

Estreitamos nossa relação com a Prefeitura e, com a orientação da professora Maria de Lourdes Spazziani, desenvolvemos esse curso aqui na Fazenda São Manuel. Os jovens que fazem o curso passam por um processo de formação em educação ambiental e funcionarão como multiplicadores em suas comunidades, criando um movimento para que os jovens participem mais ativamente das questões ambientais do seu entorno”.

Kaike Guarizzo, de 17 anos, fez o curso no ano passado, em sua primeira edição. Nesse ano, ele veio para trabalhar voluntariamente como monitor no evento. “Senti um ganho enorme na minha formação ao fazer o curso no ano passado. Aprendi muito, mudei meus hábitos com relação ao lixo, estou cultivando plantas na minha casa, do jeito que aprendi aqui. Estou pensando em fazer faculdade de Jornalismo para ajudar a divulgar a necessidade de respeito ao meio ambiente”.

Seu colega Alan Roberto Ferreira, de 18 anos, também fez o curso no ano passado e voltou para trabalhar como monitor nessa edição. Ele está no primeiro ano de graduação em Artes Visuais na Unesp, câmpus de Bauru, mas vai aproveitar as férias trabalhando no curso. “Estou muito feliz de participar de novo. Esse trabalho de base é muito importante e fez muita diferença na minha vida. Além disso, é importante para a cidade poder ter esse contato com a Universidade. Vale muito a pena”.

O curso é realizado por meio de uma parceria entre Instituto de Biociências (IB) e Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp, câmpus de Botucatu, com apoio de Prefeitura de São Manuel, Pró-Reitoria de Graduação/Unesp, Fazendas de Ensino Pesquisa e Extensão (Fepe) da FCA, Núcleo de Ensino e Laboratório de Conservação da Natureza.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.