Botucatu, terça-feira, 15 de Outubro de 2019

Turismo / Meio Ambiente
29/06/2018

Lei não impede que munícipes continuem desrespeitando o Meio Ambiente



Esta semana dois casos de descarte irregular de resíduos foram atendidos, sendo um em área no Rio Bonito e outro em um terreno no Jardim Itamarati, que foram encaminhados à  Secretaria do Verde

 

Apesar de existir uma lei específica que prevê punição aos infratores muitas pessoas continuam  desrespeitando o Meio Ambiente usando a periferia e a zona rural do município de Botucatu  para o descarte irregular de todo tipo de material como: sofás, colchões, travesseiros, garrafas, restos de materiais de construção, pneus, madeira, papelão, latas, porcelana, móveis e até roupas.

Nos últimos dias dois casos foram atendidos, sendo um em área no Rio Bonito e outro em um terreno no Jardim Itamarati. Também já houve casos de descarte irregular na região do Jardim Centenário, Residencial Convívio,  Jardim Brasil, estradas de acesso às cascatas da Marta e Véu de Noiva, Anhumas, Toledo,  Pátio 8,  Araquá,  Estrada Geraldo Biral, Rodovia Alcides Soares, entre muitos outros.

Essa tipificação de crime, além de agredir o meio ambiente, oferece riscos à saúde pública e interfere na paisagem de forma negativa. Por isso o Grupo de Proteção Ambiental (GPA) da Guarda Civil Municipal (GCM), está realizando, desde o ano passado,  um trabalho identificado locais onde as pessoas estão fazendo o descarte de materiais inservíveis. Todos os casos estão sendo enviados à Secretaria do Verde para as medidas cabíveis.

Em muitos casos o GPA recebe ajuda da comunidade que faz denúncia anônima através do telefone 199 contra os infratores e anotando placas de veículos, facilitando o trabalho dos agentes para a identificação e intimação dos autores para que retirem os materiais descartados.

O setor de manutenção de vias públicas e estradas rurais aponta que as pessoas se habituaram a descartar todo tipo de material, principalmente,  nas estradas rurais e tem sido um desafio manter esses pontos limpos já que existe mais de 1.500 km de estradas rurais cortando o município.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.