Botucatu, terça-feira, 15 de Outubro de 2019

Turismo / Meio Ambiente
20/03/2019

Botucatu é certificado em São Paulo como Município de Interesse Turístico



Isso significa que Botucatu terá garantido R$ 600 mil por ano para investir na infraestrutura urbana e pontos turísticos, oferecendo condições para atrair cada vez mais visitantes

 

Na tarde desta quarta-feira, dia 20, no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo o prefeito de Botucatu Mário Pardini recebeu das mãos do governador João Dória, o certificado de Município de Interesse Turístico (MIT).

Pardini esteve acompanhando do deputado estadual Fernando Cury e do secretário municipal adjunto do Turismo, Augusto Tecchio. Isso significa que Botucatu terá garantido R$ 600 mil por ano para investir na infraestrutura urbana e pontos turísticos, oferecendo condições para atrair cada vez mais visitantes. “Agradeço os nossos vereadores, que levantaram a bandeira do turismo botucatuense, e também o Conselho Municipal de Turismo”, destacou o prefeito.

Além de Botucatu, o governador João Doria, juntamente com os secretários de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e de Turismo, Vinicius Lummertz, entregou o MIT para 43 cidades paulistas que passaram a ser classificadas nesta categoria como determina a Lei n° 16.938, de 2019.

“Os 43 municípios que hoje estão recebendo essa qualificação sabem a responsabilidade que possuem à frente dessa atividade, a partir deste momento. Devem destinar o recurso para potencializar o turismo, que é aumentar o fluxo de pessoas na cidade para permitir a geração de empregos e de renda”, disse o governador.

Os municípios que receberam a certificação são: Adamantina, Adolfo, Anhembi, Araçatuba, Araçoiaba da Serra, Barra do Turvo, Bebedouro, Bocaina, Botucatu, Divinolândia, Dois Córregos, Garça, Guaíra, Ibirarema, Icém, Igarapava, Indiaporã, Ipeúna, Itapeva, Itaporanga, Itariri, Itirapina, Jaboticabal, Jarinu, Juquiá, Juquitiba, Lavrinhas, Marília, Mogi Mirim, Palmeira D'Oeste, Paulicéia, Pirapora do Bom Jesus, Pongaí, Porto Ferreira, Santa Albertina, Santa Clara D'Oeste, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, São Manuel, Timburi, Três Fronteiras, Valentim Gentil e Votorantim.

Lummertz esclareceu que os recursos são liberados mediante a apresentação de convênios para obras de infraestrutura turística com o Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos), após aprovação do Conselho Municipal de Turismo de cada cidade, além do aval do COC (Conselho de Orientação e Controle).










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.