Artigos do Autor: FERNANDO BRUDER TEODORO

Morre, aos 89 anos, o narrador esportivo Silvio Luiz

Morreu nesta quinta-feira, 16, o comentarista Silvio Luiz, aos 89 anos. Ele estava internado no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, desde 8 de maio, e foi à óbito em decorrência de falência múltipla de órgãos. A informação foi confirmada pelo hospital.

Silvio Luiz vinha enfrentando uma série de problemas de saúde não especificados. Em 7 de abril, o veterano sofreu um mal súbito durante a narração de Palmeiras x Santos, pela final do Campeonato Paulista, e teve de se ausentar da partida, ficando hospitalizado por 23 dias. Nove dias depois da alta médica, o jornalista voltou a ser hospitalizado pela última vez antes de sua morte.

Dono de um humor ácido, Silvio Luiz foi o criador de bordões como “pelo amor dos meus filhinhos”, “olho no lance”, “confira comigo no replay” e mais. Ele deixa a esposa, a cantora Márcia, com quem era casado desde 1969, e três filhos.

Carreira

Filho de Elizabeth Darcy, uma das primeiras mulheres na locução, Silvio Luiz atuou nas novelas “Éramos Seis” e “Cela da Morte”, na TV Record, nas décadas de 1950 e 1960 — à época, ele também já trabalhava com jornalismo de esportes e tinha até sido ganhador do prêmio Roquete Pinto de melhor repórter esportivo.

Em 1965, formou-se árbitro de futebol e seguiu na profissão até a década de 1970, quando retornou à Record para se tornar diretor de programação e locutor esportivo. Ao longo das décadas, colecionou prêmios de jornalismo fez parte de diversas emissoras de televisão e rádio. Integram a lista TV Paulista, Rádio Bandeirantes, Rádio Record, TV Excelsior, SBT, RedeTV! e Band.

No fim de sua carreira, o veterano trabalhava como comentarista esportivo no programa “Confira Comigo no Replay”, do “R7 Esportes”.

Foto: Reprodução

Avaré: Polícia Civil prende dupla que furtava casas de luxo

A Polícia Civil prendeu, em São Paulo, uma dupla suspeita de integrar uma quadrilha apontada como responsável por furtos em casas de luxo no bairro Jardim Europa, em Avaré (120 quilômetros de Bauru), nesta quarta-feira (15).

Batizada de Operação Garimpo, o trabalho liderado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) recuperou na Capital, onde foram cumpridos os mandados de busca e apreensão e as prisões foram feitas, seis bolsas, 12 relógios, duas pulseiras, dois colares, maquiagens importadas, caixa de som e um console de videogame Playstation 5 com dois controles. Todos subtraídos entre o período de dezembro de 2023 a março de 2024.

A investigação apura se o grupo também atuou em outras cidades da região, com ao menos seis indivíduos divididos em dois veículos. Segundo a DIG, eles tocavam campainhas ou interfones para verificar a presença de moradores, enquanto outros integrantes arrombavam entradas para acessar o interior das casas.

Também participaram da Operação Garimpo as delegacias seccionais de Itapeva, Botucatu e Itapetininga e a Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) de São Paulo.

Fonte: JCNET

Foto: Divulgação

Acidente com caminhão de lixo, carro e pedestre em São Manuel

Um acidente de trânsito envolvendo um caminhão de coleta de lixo, um pedestre e um carro foi registrado nesta terça-feira, 15/05 na cidade de São Manuel.

O acidente foi na Avenida João Horácio Melão, onde o motorista de um Celta estava manobrando para sair do estacionamento na via, acabou sendo atingido por um caminhão que segundo informações de populares teria avançado o sinal amarelo.

O caminhão acabou batendo no Celta que acabou sendo jogado para cima do veículo Gol que estava estacionado, atingindo pedestre que estava na calçada.

Apesar do susto, o pedestre ainda conseguiu se levantar tendo algumas escoriações pelo corpo devido ao atropelamento

Borebi (SP): Motorista embriagado atropela criança na calçada

Um motorista sob efeito de bebida alcoólica foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na terça-feira (14), no Centro de Borebi, após atingir um menino de dez anos que estava na calçada.

O atropelamento ocorreu por volta das 16h25, na rua Sete de Setembro, e foi registrado por uma câmera de segurança próxima. As imagens mostram uma perua Kombi andando em zigue-zague e invadindo a contramão.

Em determinado momento, o veículo sobe na calçada e atinge a vítima, que retornava da escola com um amigo. Com o impacto, a criança chega a ser arremessada no chão. Apesar do susto, o menino não se feriu com gravidade.

Ele foi socorrido por uma ambulância municipal e encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Agudos, onde permaneceu em observação em razão de ter batido a cabeça.

Ainda de acordo com o BO, testemunhas disseram que, logo após o acidente, o homem chegou a ameaçar com uma faca populares que tentavam impedir sua fuga. Com ele, foram apreendidos três facas e um facão, além de um canivete.

Fonte: JCNET

Rio Grande do Sul: Haitianos e venezuelanos denunciam xenofobia em abrigos

Os imigrantes haitianos e venezuelanos afetados pelas enchentes que assolam o Rio Grande do Sul (RS) têm relatado casos de xenofobia e discriminação nos abrigos que acolhem as vítimas da catástrofe climática. A Agência das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) afirma que 46 mil refugiados vivem no estado gaúcho, a maioria de venezuelanos (29 mil) e haitianos (12 mil), seguidos pelos cubanos (1,3 mil).

A presidente da Associação dos Haitianos no Brasil, Anne Milceus Bruneau, trabalha como voluntária em um abrigo da zona norte de Porto Alegre (RS) e contou à Agência Brasil que a xenofobia é “muito grande”, afetando não apenas os haitianos, mas também os venezuelanos.

“As comidas principalmente estão sendo servidas cruas. Eles solicitam para trocar comida, mas não trocam. Têm várias crianças que não estão comendo direito, têm adultos que não estão comendo direito porque a comida está sendo crua”, lamentou a haitiana que vive há quase 7 anos no Brasil.

A presidente da Associação que reúne os imigrantes do país caribenho diz ainda que há casos de refugiados recebendo apenas uma escova de dente por família e que o acesso à água estava sendo insuficiente. “Eu fiz esse relato e agora estão liberando um pouco mais de água para eles”, disse.

Anne acrescentou que as roupas em piores condições são dadas aos imigrantes. Desodorantes, fraldas e outros materiais de higiene também não estariam sendo distribuídos igualmente entre os desabrigados.

“Quando eles [os imigrantes] vão lá pedir uma coisa, às vezes eles dizem que não tem, mas quando vem o representante da associação, ou eu mesma, a gente pede e eles dão para nós e nós entregamos para os imigrantes”, acrescentou.

“Todo mundo é igual nessa situação, não tem de ser preto, branco ou amarelo, todo mundo é igual, porque estamos no mesmo barco” defendeu Anne. A haitiana disse que recebe relatos como esses de diversos abrigos.

A Acnur confirmou que os relatos de casos de xenofobia não são isolados. “Não são relatos pontuais. O que a gente percebe é que nesse primeiro momento, enquanto a água ainda não baixou, a situação tende a se agravar, na medida em que esses espaços de acolhimento seguem de uma forma improvisada, conflitos ou riscos de violações de direitos tendem a aumentar”, destacou Silvia Sander, oficial de proteção da Acnur.

“Pessoas refugiadas e imigrantes devem ter o mesmo acesso, pois têm o mesmo direito de pessoas brasileiras também afetadas”, acrescentou Silvia.

O estado gaúcho foi o que mais recebeu venezuelanos durante a Operação Acolhida do governo federal. Dos cerca de 100 mil imigrantes que foram transferidos de Roraima (RR) para demais unidades da federação, no processo conhecido como interiorização, cerca de 21 mil foram deslocados para o Rio Grande do Sul.

As fortes chuvas que caem no RS obrigaram 614 mil pessoas a deixarem suas casas no estado, sendo 76 mil em abrigos e outras 538 mil desalojadas, em casas de parentes ou amigos, segundo último boletim da Defesa Civil divulgado ao meio dia desta quarta-feira (15).

O Banco Mundial estima que, até 2050, cerca de 17,1 milhões de pessoas serão deslocadas internamente em seus países na América Latina devido às mudanças climáticas, o que representa 2,6% da população latino-americana.

Fonte: Agência Brasil

Foto: Pedro Piegas

Salário mínimo paulista de R$ 1.640 proposto pelo Governo de SP é aprovado pela Alesp

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, nesta terça-feira (14), o projeto de lei 301/2024 proposto pelo governador Tarcísio de Freitas que fixa em R$ 1.640 o valor do salário mínimo paulista. O novo piso representa um valor acima da inflação pelo segundo ano seguido e aumento acumulado de até 27,7% em relação ao piso estadual de 2022.

A proposta de reajuste do valor do salário mínimo paulista foi enviada à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) pelo Governo de SP em 30 de maio, com valor 16,1% acima do salário mínimo do Governo Federal, estabelecido em R$ 1.412 desde o início deste ano. Aprovado pelos parlamentares, o PL segue para sanção do governador Tarcísio de Freitas.

“Nosso agradecimento aos deputados estaduais pelo empenho e agilidade em aprovar o novo salário mínimo paulista. Desde 2023, nossa gestão tem o compromisso de promover mais dignidade para a população, e o aumento na remuneração tem impacto direto nesse propósito. Este foi um passo fundamental para que o salário de R$ 1.640 se torne realidade”, afirmou Tarcísio.

O piso estadual de R$ 1.640 é 5,8% mais alto que o valor estabelecido desde junho de 2023, de R$ 1.550. O reajuste proposto pelo Governo de São Paulo para 2024 também representa um aumento real em relação à inflação oficial acumulada dos últimos 12 meses, segundo o IBGE.

Em 2023, primeiro ano da atual gestão, o Palácio dos Bandeirantes propôs aumentos de 20,7% e 18,7% para as duas faixas existentes dos referenciais salariais, que eram de R$ 1.280 e R$ 1.306. A lei aprovada pela Alesp no ano passado também unificou o piso estadual para 70 categorias profissionais específicas que têm direito ao salário mínimo paulista.

Criado em 2007, o piso estadual permite que trabalhadores paulistas recebam remunerações acima do salário mínimo nacional. Os valores propostos pelo Governo do Estado levam em conta as condições de demanda de mão-de-obra e custo de vida em São Paulo, incorporando especificidades do mercado de trabalho local.

Fonte: Notícias de São Paulo

Foto: Ilustrativa

Bauru: Dupla fracassa em roubo e um denuncia o outro

Dois homens foram presos em Bauru, na madrugada desta quarta-feira (15), após uma tentativa fracassada de roubo contra pedestres, em frente ao Parque Vitória Régia. Uma das vítimas reagiu, possivelmente após perceber que o autor havia blefado ao dizer que estava armado. Na presença da Polícia Militar, um deles denunciou o outro, consta de boletim de ocorrência.

Segundo o registro policial, a dupla abordou ao mesmo tempo um jovem de 21 anos e outro indivíduo, de 36, por volta de 1h45. Um dos criminosos anunciou o roubo, mencionando estar armado, mas com uma das mãos no bolso da blusa de frio. O indivíduo de 36 anos, então, tomou uma atitude arriscada: avançou contra ele.  Diante da reação, a dupla fugiu.

De acordo com o BO, os suspeitos, um de 23 e o outro de 24 anos, foram abordados na quadra 2 da rua Homero Chermont, no Jardim Brasil. Ambos foram separados para conversar com a PM em via pública. Um deles disse que desconhecia o fato, enquanto o outro acusou o primeiro. Inclusive, para tentar se defender, disse desconhecer a intenção do colega em praticar o crime. Não deu certo. Ambos foram presos e permaneceram à disposição da Justiça.

Fonte: JCNET

Foto: Arquivo/JC

São Manuel: Operação policial resgata dois cachorros em estado de abandono

Polícia Civil de Botucatu registrou nesta terça-feira (14), um caso de maus-tratos contra animais em São Manuel.

As diligências foram feitas com o apoio da uma veterinária e dos fiscais da UVA (Unidade de Vigilância Ambiental),  onde foi constado o estado deplorável de magreza dos dois animais que estavam no local, (um Pitbull de cor branca e um Pastor Alemão), os quais estavam passando fome e em situação de abandono

O dono dos animais, foi conduzido para a Delegacia de Polícia onde foi dada voz de prisão por crime de praticar ato de abuso a animais (Art. 32).

Os cães foram resgatados, e o homem foi encaminhado para a Cadeia Pública de Itatinga, onde permanecerá à disposição da justiça.

Conforme consta no SPJ nº GO7424-1/2024.