Avaliação de Densidade Larvária aponta que 4,7% dos imóveis estão com larvas do mosquito Aedes aegypti

A Vigilância Ambiental em Saúde realizou no mês de janeiro de 2023 a Avaliação de Densidade Larvária (ADL), atividade que tem por objetivo medir o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti em sua fase larvária e identificar quais são os recipientes existentes nos imóveis que estão se tornando criadouros deste inseto.

De acordo com o índice geral do ADL, 4,7% dos imóveis trabalhados estavam com larvas de mosquitos. Este índice coloca o município em risco de transmissão das arboviroses (dengue, Chikungunya e Zika vírus), pois de acordo com a classificação estabelecida pela Organização Mundial da Saúde, menos de 1% dos imóveis trabalhados com larvas é satisfatório, de 1 a 3,9% é sinal de alerta e acima de 4% representa risco de transmissão destas doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

O ADL também apontou que 80% dos criadouros de mosquitos são recipientes existentes nas casas como calhas e canaletas com mau escoamento d’água, pratos de vasos de plantas com água acumulada, bebedouros de consumo animal que não são limpos frequentemente, objetos úteis que estão mal armazenados acumulando água parada, materiais inservíveis que não foram descartados adequadamente e que estão acumulando água da chuva.

Portanto, é importante que a população esteja atenta e realize a manutenção adequada dos recipientes com ou em condições de acumular água parada para que não sirvam de criadouros de mosquitos. Quanto menor o índice de infestação do Aedes aegypti, menor é a chance de circulação das arboviroses.

Em 2023, foram confirmados 7 casos de dengue em Botucatu.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.