Botucatu integra artesanato têxtil ao Turismo

Botucatu deu início a um novo capítulo na integração entre economia criativa e turismo com o lançamento do projeto Botucatu Biocultural, desenvolvido entre a Secretaria Adjunta de Turismo e a empresa Straat com o apoio do Instituto Botucatu (IBot). O projeto combina a riqueza do artesanato têxtil, com a vitalidade do setor turístico local. O lançamento das peças aconteceu no último dia 1 de novembro, no restaurante 9DUE8.O Botucatu Biocultural tem suas raízes na Economia Criativa. É um conceito que busca estabelecer uma ponte entre o artesanato têxtil e o turismo, realçando as características únicas e a identidade da cidade. O projeto enfatiza a parceria com grupos de produção artesanal têxtil, representados por associações de artesãs e especialistas em bordado de Botucatu.De acordo com a secretária adjunta de Turismo, Roberta Sogayar, o cerne do Botucatu Biocultural é a definição do artesanato sustentável, incorporando diretrizes e critérios ancorados nos princípios de sustentabilidade. Abrangendo temas que refletem a identidade local e o meio ambiente, gerando ícones visuais inspirados na fauna, flora e paisagens regionais.Entre as atividades, foram realizadas oito oficinas de capacitação de técnicas de costura e bordado, promovendo a cultura do coletivo, cooperação e organização dos processos de produção. Os encontros ocorreram na sede da Casa do Artesão de Botucatu.A equipe técnica envolvida no projeto é composta pela professora de bordado Ofélia Lott, a designer gráfico e fotógrafa Cris Aoki, e a designer social Silvia Sasaoka, coordenadora do projeto, que possui vasta experiência em desenvolvimento comunitário junto a artesãs e artesãos de diversos estados do Brasil.O Botucatu Biocultural contou com a participação de um grupo de 25 bordadeiras e costureiras.A secretária adjunta de Turismo, Roberta Sogayar, destaca que o projeto promete ampliar os horizontes do artesanato local, inserindo-o de forma harmoniosa no circuito turístico da cidade, além de contribuir para a preservação das tradições culturais e o fomento da economia criativa de Botucatu. “Com o Botucatu Biocultural, a cidade se prepara para uma emocionante jornada de integração entre artesanato têxtil e turismo, com promessas de enriquecer a experiência dos visitantes e fortalecer a identidade local”, comenta.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.