Denúncia

São Paulo: Pai é preso após ser filmado abusando da filha internada na UTI de hospital

Um pai foi preso acusado de abuso sexual contra a própria filha, internada na UTI de um hospital após ter uma parada cardiorrespiratória que gerou sequelas.

Estupro de vulnerável foi o tema do Profissão Repórter desta terça-feira (11). Este tipo de crime se aplica a situações em que a vítima é uma criança ou adolescente com menos de 14 anos ou sem discernimento no momento do ato — quando não consegue se defender. São 56 mil denúncias de estupro de vulnerável por ano no Brasil, de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. 153 casos por dia e seis a cada hora. As histórias são delicadas e difíceis de contar, mas importantes como alerta para proteger crianças e adolescentes.

O caso relatado no programa aconteceu em São Paulo. Imagens feitas por funcionários do hospital mostram o homem com a mão dentro do avental da vítima e em partes do corpo dela.

Os vídeos foram gravados durante uma madrugada de maio pela equipe de enfermagem do hospital, que começou a desconfiar que estivesse acontecendo algo estranho com a paciente. A vítima tem 17 anos. O advogado do homem diz que ele nega veementemente as acusações (leia mais aqui).

Profissão Repórter também conversou com os delegados que investigaram o caso. “Alguém completamente vulnerável sendo abusada por aquele que devia guardá-la. Tem casos que nos tocam demais. Somos humanos”, disse Kelly Cristina Sacchetto, delegada seccional – São Bernardo do Campo.

“Tivemos a constatação, realmente, através do exame de corpo de delito, que é o documento mais importante, onde realmente se constatou o abuso sexual, as lesões provenientes desse abuso que esse pai cometia”, complementou Kelly Cristina.

O rosto do homem foi borrado na reportagem porque, como ele é pai da vítima, sua identificação poderia, também, revelar a identidade da jovem.

Segundo Kelly Cristina, o depoimento de cada profissional de saúde envolvido e os vídeos que eles forneceram foram cruciais para a investigação que culminou na prisão do homem.

“Foram profissionais extremamente valorosos, preocupados com o próximo, que foram denunciar“, disse Kelly Cristina.

Segundo ela, não seria possível fazer tudo o que foi feito durante a investigação sem a coragem dos profissionais.

Funcionários do hospital

Durante a investigação, a polícia ouviu sete funcionários do hospital como testemunhas.

A equipe relatou que, durante a noite, na companhia do pai, o comportamento e os sinais vitais da paciente ficavam diferentes e que o homem queria que a menina saísse da UTI.

Eles também afirmaram que ele chegou a fechar a cortina do leito “por diversas vezes”.

Outra testemunha contou que depois da filmagem feita, pela manhã, “percebeu que a adolescente estava muito agitada no momento de trocar a fralda, e notou que as partes íntimas dela estavam com muita vermelhidão e fissuras”.

Sob condição de anonimato, duas funcionárias do hospital que atenderam a adolescente aceitaram falar com o Profissão Repórter.

Fonte: G1

Foto: Reprodução

ONGs denunciam atraso no início do tratamento de pessoas com câncer

Mais de 30 mil pessoas foram diagnosticadas com câncer neste ano na rede pública. O tratamento, porém, anda mesmo demorando mesmo com a existência de uma lei que ordena 60 dias para o paciente começar a ser tratado – e que não está sendo cumprida.

A contagem do prazo só termina quando a cirurgia for feita, ou começarem as sessões de quimioterapia ou radioterapia. A lei federal também estipula um prazo de 30 dias para o paciente com suspeita de câncer fazer os exames necessários para o diagnóstico.

Apesar disso, na prática o desrespeito acontece todos os dias, segundo a presidente de um instituto que dá acolhimento e orientações a pacientes com câncer. Segundo o Oncoguia, a falta de dados oficiais atualizados dificulta o cumprimento da lei dos 60 dias.

No painel “oncologia” do Ministério da Saúde, a maioria dos casos deste ano não tem a data do início do tratamento. E 40% dos casos do ano passado estão sem essa informação.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Pneus são encontrados com larvas de mosquito ao lado da Secretaria de Saúde

O Alpha Notícias recebeu nesta terça-feira (09), uma denúncia sobre pneus com água dentro, podendo ser criadouro do mosquito da dengue. Esses pneus estavam depositados junto ao muro da Secretaria de Saúde com uma empresa de materiais de construção.

A equipe da Alpha esteve no local e constatou que de fato haviam dois pneus cheios de água e encobertos por grande quantidade de mato e contendo larvas de mosquito que podem ser do mosquito Aedes aegypti. O secretário de Saúde, Dr. Marcello Laneza Felício, foi procurado logo em seguida, na Secretaria de Saúde, por volta das 15 horas. Era necessário que ele prestasse esclarecimentos sobre a situação, uma vez que a cidade enfrenta a maior incidência de casos de dengue da história, já contabilizando óbitos em nossa população. No entanto, o Secretário da Saúde não foi encontrado. A equipe procurou falar com a Sub-secretária adjunta de Saúde, Valéria Ferreira, mas o funcionário da recepção informou que ela se encontrava em reunião e não poderia atender, e que nenhum outro funcionário, poderia falar com a equipe. Orientou que para isso, seria necessário agendar uma entrevista com a Secretária de Comunicação e Participação Popular, Cintia Souza Al-Lage que assumiu no lugar do Vereador Curumim.

Feita a reportagem no local, em seguida, o material foi encaminhado para o prefeito Mário Pardini, ao Secretário Dr. Marcello e para a Secretária Cíntia. Até o final desta matéria, ainda não havíamos recebido qualquer justifica para o fato.

Até o fechamento desta matéria, ainda não havíamos recebido respostas do poder público.

São Manuel: Condenado por estupro de vulnerável, professor de reforço é preso

A Polícia Militar (PM) cumpriu mandado e prendeu, em de São Manuel, um professor de reforço condenado pela Justiça, em segunda instância, por estupro de vulnerável. Ele atuava na rede pública municipal da cidade.

A prisão, ocorrida nesta quarta-feira (3), foi feita na escola onde ele trabalhava, na Vila Ipiranga. O professor respondia em liberdade. Sua identidade e detalhes sobre o crime não foram divulgados, uma vez que o caso segue em segredo de justiça. Ele foi sentenciado a 9 anos e 4 meses de prisão.

Em nota, a Diretoria Municipal de Educação de São Manuel informou que a PM foi até a unidade de ensino e o professor foi chamado ao departamento pessoal, onde foi detido. O texto acrescenta que a decisão judicial é de 9 de janeiro.

“É importante ressaltar que todas as contratações realizadas pela prefeitura são precedidas da apresentação de uma série de documentos e certidões, cuja finalidade é avaliar eventuais condenações dos contratados, a fim de evitar riscos aos serviços, às pessoas e aos servidores públicos. No entanto, neste caso específico, não havia condenação prévia à contratação, o que resultou na ausência de registros desfavoráveis na certidão de execuções criminais do indivíduo”, destaca a Diretoria Municipal de Educação, cuja titular é a professora Elys Oioli Pacheco.

Ainda segundo nota assinada por ela, a Prefeitura de São Manuel se empenha na realização de contratações responsáveis. “Em situações excepcionais como esta, o município se coloca à disposição da Justiça para auxiliar no cumprimento das ordens judiciais, visando prevenir qualquer tipo de risco à população”, consta do texto.

Fonte: JCNET

Moradores de rua encontram abrigo no antigo Cine Nelli de Botucatu

Mais um patrimônio histórico e cultural da cidade de Botucatu está abandonado. O antigo Cine Nelli, situado no coração de Botucatu, tem sido palco de uma nova realidade para a população. Tornou-se abrigo para moradores de rua da cidade.

De acordo com testemunhas locais, os moradores de rua têm encontrado no espaço abandonado um refúgio, há muitos dias. Eles tem utilizado o espaço como abrigo, invadindo o espaço e pulando as grades do antigo cinema.
As imagens mostram pessoas sem-teto encontrando abrigo nas dependências do antigo cinema.

É de estarrecer uma situação como essa devido vários fatores:
1. Os fundos do Cine Nelli fica atrás do gabinete do prefeito
2. A Guarda Municipal fica a poucos metros de lá e a corporação é responsável pela segurança dos prédios públicos de
3. O prédio é bem público municipal e ja foram apresentadas várias propostas para sua revitalização, mas ainda nada foi feito.
4. Em 2014 foi reaberto após uma reforma feita pelo Ex-Prefeito João Cury Neto, mas o local foi fechado na administração do prefeito atual Mário Pardini.

5. Botucatu carece de espaços públicos de cultura, mas a prefeitura tem abandonado o patrimônio que possui. E isso demonstra a falta de preocupação; tanto do prefeito Pardini, quanto da secretária de cultura, Cris Cury; com a preservação do patrimônio histórico, já que o Cine Neli possui valor cultural inestimável para a comunidade de Botucatu.

6. É um prédio histórico no coração da cidade e entre os principais pontos turísticos da cidade de Botucatu e sem nenhum planejamento também por parte da secretaria adjunta de turismo, através da secretária Roberta Sogayar. Como um turista deve reagir ao visitar a catedral da cidade e logo a frente dar de cara com um prédio histórico abandonado e servido de abrigo para sem-tetos?

7. O estado de abandono do prédio levanta questões sobre a segurança e possíveis riscos tanto para o patrimônio quanto para os munícipes que circulam pela região, principalmente a noite.

8. Além disso, há um problema claro que a cidade vem enfrentando é com o aumento de moradores de rua na cidade numa proporção jamais vista anteriormente. E nada tem sido feito pela Secretaria de Assistência Social do Município, pela secretária Rosemary Pinton. Isso só é visto timidamente e sem muita resolução para o problema quando o inverno se instala na cidade nas semanas de frio mais intenso, em que utilizam o Ginásio de Esportes, mas depois os moradores de rua são colocados a deriva nos outros meses do ano.

Com as temperaturas cada vez mais baixas durante a noite, a busca por abrigo torna-se uma prioridade para os sem-teto que não tem onde serem acolhidos na mesma proporção que tem essa população em situação de rua tem aumentado na cidade. O Espaço Acolhedor não consegue atender todos os moradores de rua da cidade em período integral.

Diante desse cenário, surgem muitas dúvidas sobre as possíveis soluções para abordar tanto a situação dos moradores de rua quanto a preservação do patrimônio histórico e cultural da cidade; bem como do perímetro turístico do centro de Botucatu.

É urgente a necessidade de revitalização do antigo cinema para uso cultural; mas também, é urgente a busca por resolver a situação dos moradores de rua em Botucatu que a cada dia aumenta mais. Alternativas de abrigoe acolhimento mais adequadas e seguras para os sem-teto; bem como, ressocialização efetiva dessas pessoas que também estão sendo abandonadas pela atual administração da cidade de Botucatu.

A situação dos moradores de rua que encontraram abrigo no antigo Cine Neli é reflexo das desigualdades sociais e da falta de políticas públicas eficazes para lidar com essa questão. Enquanto tantas atitudes da prefeitura em maquiar a cidade dos “Bons Ares” e fazer conchavos partidários dentro dos gabinete do prefeito para a sucessão do cargo nas próximas eleições, essas pessoas continuam a enfrentar os desafios diários de sobrevivência nas ruas de Botucatu e a história da cidade vai se perdendo nas costas da Prefeitura.

Sessão Ordinária da próxima segunda 25/03 conta com oito projetos legislativos

Na próxima segunda-feira (25), a Câmara de Botucatu realiza sessões ordinária para deliberação de oito matérias de autorias dos vereadores da Casa.

Os projetos discorrem sobre a instituição de campanhas educativas, “Dia do Mecânico Automotivo”, concessão de honrarias, denominação de sala e declaração de utilidade pública.

A sessão plenária é aberta ao público, se inicia às 19h e conta com transmissão ao vivo pelo site, Facebook, YouTube e TV Câmara Botucatu. Confira a ORDEM DO DIA na íntegra:

1) Projeto de Lei nº 3/2023, de iniciativa do Vereador Lelo Pagani, que institui no município a Campanha “Março Amarelo”, mês de conscientização e educação sobre a Endometriose.
discussão e votação únicas
quórum: maioria simples

2) Projeto de Lei nº 9/2024, de iniciativa do Vereador Lelo Pagani, que Institui no município a Campanha “Janeiro Branco”, mês de conscientização à Saúde Mental.
discussão e votação únicas
quórum: maioria simples

3) Projeto de Lei nº 19/2024, de iniciativa do Vereador Pedroso, que institui no município de Botucatu o Dia do Mecânico Automotivo.
discussão e votação únicas
quórum: maioria simples

4) Projeto de Lei nº 25/2024, de iniciativa do Vereador Pedroso, que assegura às mulheres o direito de serem acompanhadas por pessoa maior de idade durante todo o período do atendimento em unidades de saúde, públicas ou privadas, no município de Botucatu
discussão e votação únicas
quórum: maioria simples

5) Projeto de Lei nº 25/2024 – de iniciativa do Vereador Lelo Pagani, que declara de Utilidade Pública a Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica.
Discussão e Votação
quórum: maioria simples

6) Projeto de Decreto Legislativo nº 2/2024 – de iniciativa do Vereador Abelardo, que concede o Título de Cidadão Botucatuense ao Doutor Wilson Roberto Negrão de Almeida Barros.
discussão e votação únicas
quórum: 2/3

7) Projeto de Decreto Legislativo nº 3/2024 – de iniciativa do Vereador Lelo Pagani, que denomina de “Historiador João Carlos Figueiroa” a sala destinada ao armazenamento do acervo documental da Câmara Municipal.
discussão e votação únicas
quórum: 2/3

8) Projeto de Decreto Legislativo nº 4/2024 – de iniciativa da Vereadora Alessandra Lucchesi, que concede o Título de Cidadão Botucatuense ao Doutor Caio César Benetti Filho.
discussão e votação únicas
quórum: 2/3

Saúde Mental: Brasil ocupa o quarto pior país em ranking mundial

O Brasil ocupa uma posição preocupante no ranking The Mental State of the World, publicado no começo do mês pela plataforma neurotech Sapien Labs e que mapeia a qualidade da saúde mental ao redor do mundo.

No total dos 71 países inclusos, o Brasil aparece em 4ª posição entre os piores, com nota 53 de um total de 110. O país supera apenas África do Sul (50), Reino Unido (49) e Uzbequistão (48), e empata com o Tajiquistão. Brasileiros estão entre os que mais relatam sentir stress e dificuldades com a parte mental de sua saúde (são 34% dos respondentes no país).

O Brasil vai na contramão da América Latina,que está inserido entre os campeões do bem-estar psicológico. No top 10 global, metade são latinos: Uruguai (81), Costa Rica (81), El Salvador (83), Venezuela (83), Panamá (85) e República Dominicana (91).

O que o instituto considera como ter a saúde mental em dia não é necessariamente relacionado à alegria ou à tristeza. Ela “reflete as impressões de um indivíduo sobre como seu estado interior impacta sua habilidade de funcionar no contexto da vida”, de acordo com o Sapien Lab.

A plataforma organiza seu quociente em eixos específicos: a habilidade de regular emoções e otimismo no futuro; como a pessoa se enxerga nos olhos dos outros; motivação; conexão entre saúde da mente e do corpo; capacidade das funções cognitivas; e desenvoltura para se adaptar, ser resiliente. Destes, apenas resiliência e motivação superam os 70 pontos entre os brasileiros.

Estudos e relatórios feitos sobre a saúde mental dos brasileiros  reforçam a posição no ranking, mostrando a gravidade da situação.

Estudo mais recente do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), divulgado em janeiro pela CNN, mostra alguns sinais do problema no Brasil: um aumento de 2,5% de beneficiários de plano de saúde com casos de depressão – em particular mulheres jovens entre 18 e 39 anos – entre 2020 e 2022. Entre 2018 e 2022, internações por ansiedade mais que dobraram – de 794 para 2100 eventos.

O relatório “Esgotadas” da Think Olga mostrou a crise na saúde mental das mulheres brasileiras, destacando impactos da pandemia, desigualdades de gênero e estratégias essenciais para enfrentar desafios emergentes.

A pesquisa revelou que a falta de dinheiro, sobrecarga e insatisfação no trabalho são as principais causas apontadas por mulheres em situação de vulnerabilidade. Mesmo diante desses desafios, há uma conscientização crescente sobre a importância da saúde emocional, com 91% das entrevistadas reconhecendo a seriedade do tema.

 

Fonte: Globo

Conselho de Alimentação Escolar (CAE), faz novas denúncias

O Alpha Notícias desta segunda-feira (18), recebeu Luciano Valim, vice-presidente do Conselho de Alimentação Escolar (CAE), para novas denúncias sobre alimentos irregulares nas escolas municipais de Botucatu.

O quê é o CAE

O Conselho de Alimentação Escolar (CAE) é um órgão colegiado, de caráter fiscalizador, consultivo e de assessoramento, vinculado ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). A principal função do CAE é acompanhar e monitorar a execução da política de alimentação escolar, garantindo qualidade na alimentação oferecida aos estudantes da educação básica pública.

O CAE é composto por representantes do poder executivo, professores, pais de alunos, estudantes e sociedade civil. Sua composição multidisciplinar busca assegurar um acompanhamento democrático e participativo da alimentação escolar.

As responsabilidades do CAE incluem:

– Realizar o acompanhamento, o controle social e a fiscalização dos recursos destinados à alimentação escolar.
– Acompanhar aquisição de gêneros alimentícios, preferencialmente de agricultura familiar, para fomentar o desenvolvimento sustentável.
– Avaliar a qualidade dos alimentos, tanto em termos nutricionais quanto sanitários, servidos aos alunos.
– Promover a educação alimentar e nutricional nas escolas.
– Zelar pela manutenção de bons padrões de higiene no preparo e na oferta dos alimentos.

Valim atuava no Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSAN), percebendo que não havia representante efetivo no CAE, solicitou a Secretaria de Educação durante dois anos , que enviasse um representante, mas não foi atendido.

E na eleição para novos conselheiros do CAE, em setembro de 2022, Valim começou a fazer parte do Conselho. Alguns meses depois da eleição, a vice-presidente foi destituída do cargo, houve nova eleição e Valim vence e assume a vice-presidência.

Alpha Notícias:Qual é o trabalho que o Conselho de Alimentação Escolar exerce nas escolas públicas aqui no município”?

Valim: “A nossa fiscalização é muito ampla, começa desde o produtor onde é feito o alimento que vem para a merenda, também fazemos a fiscalização das contas do governo, como o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) quando manda o recurso.

Quero aproveitar a oportunidade e dizer, não tenho partido nenhum, não tenho pretensão nenhuma em entrar na política, concorrer a nada disso. Porque, sei que fora da política posso cobrar mais, e tenho ciência que sofrerei represália depois dessa entrevista que estou dando”.

Alpha:Estivemos analisando alguns documentos, e visando o bem estar dos alunos da rede municipal de ensino, buscamos informações em documentações, que fazem apontamentos complicados com relação alimentação. Tem uma lei municipal que proíbe o consumo de alimentos transgênicos nas escolas, creches e instituições. A prefeitura e a secretaria estão cumprindo com essa lei”?

Valim: Oque aconteceu é que, esses produtos foram comprados para o kit alimentação escolar no recesso e nas férias, eu acompanhei a entrevista dada pela secretária a Alpha, e observei quando ela diz não ter pernas para estar vendo esses produtos e porque chegou até as escolas e ninguém viu. Infelizmente a nossa secretária foi eleita vereadora, e o papel do vereador é fiscalizar, mas daí ela foi para a secretaria. Uma coisa que não concordo, é o vereador ser eleito pelo povo, não atua como tal, e vai para alguma secretaria, mas a nossa legislação permite isso.

Segundo Valim, foi falta de fiscalização desses produtos quando chegaram, seria necessário realmente ter sido feito uma conferência, mas não foi.

Valim ainda cita que não é verdade que os produtos foram retirados logo que identificados como transgênicos, eles foram entregues no kit em dezembro.

Ouvintes do Alpha Notícias, também se manifestaram com a situação da matéria pautada.

Talita Gutierrez: “Acho justo ressaltarmos que temos apenas um nutricionista para atender a rede toda! O Conselho Federal de Nutricionistas (CFN), recomenda no mínimo 5 vezes mais, de acordo com suas orientações”.

José Luiz Vieira Filho: “A Vigilância Sanitária, serve pra quê mesmo”?

 

Acompanhe a entrevista completa através do link

https://youtu.be/FXEYiP3YvKQ