Esportes

Sesi Bauru recebe eventos de Judô do Sesi-SP neste final de semana

Liga Sesi-SP de Judô e Festival do Sesi Esporte devem receber mais de 400 judocas do Sub-13 ao Sub-18
Neste final de semana, a Arena Paulo Skaf, em Bauru, dará espaço aos judocas. O Sesi Bauru vai realizar dois eventos, nos dias 13 e 14 de julho, com diversas lutas e centenas de judocas.

O primeiro, no dia 13, será a segunda etapa da Liga Sesi-SP de Judô, reunindo judocas Sub-13, Sub-15 e Sub-18 de dez cidades da região. Já no domingo, 14, é a vez dos judocas do Programa Sesi Esporte, com atletas de variadas cidades.

A Liga Sesi-SP de Judô reúne os polos do Sesi Esporte na fase de aperfeiçoamento esportivo numa competição interna dos talentos do Sesi-SP. Nesta etapa, a segunda de 2024, o Sesi Bauru vai receber 400 atletas de 10 unidades da modalidade: Araçatuba, Bauru, Botucatu, Campinas, Cruzeiro, Indaiatuba, Jundiaí, Ribeirão Preto, Santo André e São Bernardo. A competição será a partir das 8h30, com ingressos gratuitos via Meu Sesi para o público que quiser acompanhar as promessas do judô: https://www.sesisp.org.br/evento/c3965fb8-46f1-4eb1-84fc-56dc5f495952/liga-sesi-sp-judo-2024.

Já o Festival Sesi Esporte de Judô, além de uma competição interna do Programa Sesi Esporte, é uma celebração da modalidade e dos alunos que fazem parte da iniciativa. Unidades da região foram convidadas, além dos polos da modalidade que atendem no modelo Transferência de Tecnologia, em parceria com municípios.

O público também poderá acompanhar, a partir das 8h30, reservando o ingresso pelo Meu Sesi: https://www.sesisp.org.br/evento/0f6bbdf5-b9f3-47a3-b7f0-418f8e2155cd/festival-sesi-esporte-de-judo.

As duas datas são oportunidades para o público conhecer e acompanhar o alto nível das categorias juvenis do judô no estado. Já para os atletas, ambos os dias são chances de competir em alto nível e colocar em prática todos os aprendizados que tiveram até o momento.

Fotos: Divulgação/Sesi-SP

Noite de Festa na abertura da 66ª edição dos Jogos Regionais

Um verdadeiro espetáculo do esporte foi a abertura da 66ª edição dos Jogos Regionais, que aconteceu no Ginásio Municipal de Esportes em Botucatu.

Nossa cidade está sendo pela terceira vez da maior competição esportiva do estado de SP. O cerimonial teve início por volta das 19h30 com um bom público.

O cerimonial contou com diversas atrações e o auge foi a participação do atleta Marildo José Barduco que foi quem acendeu a pira olímpica.

O evento será realizado em dez dias entre 03 e 13 de julho. A Comissão Organizadora dos Jogos estima a participação de 5 mil atletas. Botucatu contará com aproximadamente 450 atletas.

O Congresso apresentou um o chaveamento das 25 modalidades que serão disputadas: Atletismo, Badmínton, Basquetebol, Biribol, Bocha, Capoeira, Ciclismo, Damas, Futebol, Futsal, Ginástica Artística, Ginástica Rítmica, Handebol, Judô, Karatê, Malha, Natação, Taekwondo, Tênis, Tênis de Mesa, Voleibol, Vôleibol de Praia e Xadrêz, e duas modalidades extras; Beach Tennis e Corrida de Orientação.

Ministro do Esporte comemora Lei que institui o Dia do Rei Pelé

Nesta terça-feira (2), o presidente Lula sancionou a Lei 14.909, de 2024, que institui o Dia do Rei Pelé, a ser celebrado anualmente no dia 19 de novembro, mesma data em que o Rei marcou o milésimo gol da sua carreira. Para o ministro do Esporte, André Fufuca, o reconhecimento é fruto da brilhante carreira do Rei.

“O Rei do Futebol, nosso eterno Pelé, recebeu justa homenagem por tudo o que fez pelo Brasil. O dia 19 de novembro será uma data para todos celebrarmos a memória e o legado do maior jogador de futebol da história”, comemorou.

Na proposta, os autores do projeto destacam que Pelé se tornou uma “instituição nacional”, sendo denominado “Rei do Futebol” e reconhecido no meio esportivo como o “Atleta do Século”. Ele também venceu o prêmio de “Melhor Jogador de Futebol do Século XX.”.

A norma é resultado do Projeto de Lei 5.867/2023, da Câmara dos Deputados, e aprovada em maio pela Comissão de Esporte do Senado (CEsp).

Assessoria de Comunicação – Ministério do Esporte

Atletas Paralímpicos botucatuenses conquistam medalhas no Meeting de São Paulo

Alpha Notícias recebeu nesta terça-feira (25), os Atletas Paralímpicos de Botucatu para falar das conquistas de medalhas ocorrido no último sábado (22).

Segundo a professora Merielen Fogaça, a Equipe teve um ótimo rendimento, são resultados de muitos treinos e dedicação dos atletas, que a cada competição tem despontado no ranking e conquistados ótimos resultados.

A Equipe de Atletismo Paralímpico de Botucatu participou do Meeting Paralímpico de São Paulo, nessa etapa contou com 6 atletas, sendo 2 novos que iniciaram os treinos recentemente.

Atletas Daniela Altino, Alessandra Nunes e Júlio Antônio, Fernando Augusto, Wagner e Johnn Lenonn, essa foi a primeira competição de 2024, em busca de melhoria em seus resultados, e realmente obtiveram resultados positivos, superando os resultados no ano passado, isso mostra a importância da dedicação e frequência na rotina de treinos.

A atleta Daniela conquistou medalha de outro na prova de 1500, ressaltando que a atleta está em transição para essa prova, pois antes a atleta realizava provas de 100m e 200m. Alessandra conquistou 2 medalhas de ouro, no lançamento de disco e lançamento de dardo.

O atleta Júlio também conquistou 2 medalhas de ouro, no lançamento de dardo e no lançamento de disco.

O atleta Wagner iniciando na modalidade, conquistou 2 medalhas de prata, no lançamento do disco e lançamento do dardo. Wagner se destaca sempre nas corridas em cadeira, mas como sua cadeira não se encontra em boas condições, acabou realizando as provas de campo.

O atleta Johnn Lenonn, estreante na modalidade, conquistou 2 ouros nos 100m e 200m na classe de amputados. Ficou bastante constante, pois mesmo com pouquíssimos treinos e sendo sua primeira experiência com o atletismo obteve um bom resultado.

O Projeto Atletismo Paralímpico Botucatu, acontece em decorrência ao Chamamento Público E 02- 2022, e é uma parceria do Instituto Cultural e Esportivo e de Assistência Social Atílio Suman com a Secretaria Municipal de Esportes Botucatu. É um projeto gratuito e aberto a toda população com alguma deficiência física, visual ou intelectual.

Os treinos acontecem na Pista de Atletismo do Inca, as terças, quintas e sextas das 7h às 9h e é ministrado pela professora especialista na modalidade Merielen Fogaça, maiores informações podem ser pelo contato (14) 99776-0624.

Acompanhe a entrevista completa através do link:

 

 

 

 

Brasil empata com os Estados Unidos em último amistoso antes da Copa América

O último amistoso do Brasil antes da Copa América terminou com um empate em 1 a 1 contra os Estados Unidos. No Camping World Stadium, Rodrygo marcou o gol da Seleção Brasileira, enquanto Pulisic marcou o tento dos americanos. Diferente da vitória contra o México, o treinador Dorival Jr. escalou a seleção com força máxima desde o início da partida. Lucas Paqueta, Raphinha, Vinícius Jr. e Rodrygo, que tinham sido poupados no último sábado, iniciaram o amistoso contra os americanos.

Essa foi a última partida preparatória do Brasil para a Copa América. A Canarinho estreia na competição contra a Costa Rica, no dia 24, em Los Angeles. Paraguai e Colômbia completam o grupo do Brasil.

O jogo

A partida começou bastante movimentada, com as duas equipes chegando com perigo no ataque. As primeiras chances foram dos americanos, que acertaram o travessão em chute de Musah e obrigaram Alisson a fazer boa defesa após jogada de Pulisic.

Depois dos sustos no começo, o Brasil passou a dominar o jogo e assustar Matt Turner. Na primeira bola, Rodrygo chutou colocado, mas o arqueiro pegou. Na segunda, a mesma  coisa após chute de Vini Jr. A terceira, porém, não deu para o camisa 1. Raphinha fez boa jogada e achou Rodrygo, que bateu forte sem chances para o goleiro americano.

Após o gol, o Brasil ainda teve boas chances de ampliar o placar com Raphinha e Rodrygo, mas o segundo não saiu. E quem aproveitou foi Pulisic, que empatou o jogo cobrando falta rasteira no lado de Alisson.

Com o empate dos americanos, a reta final do primeiro tempo foi mais cadenciada e sem novas chances de gol para as duas equipes.

O Brasil voltou para o segundo tempo com mais intensidade no ataque, incomodando os americanos. O time de Dorival jr. criou boas chances nos primeiros 15 minutos, mas não conseguiu tirar o empate do placar.

E a estrela de Endrick quase volta a brilhar no primeiro lance. Colocado na vaga de Bruno Guimarães, o camisa 9 saiu livre pela ponta direita e parou em defesa de Turner. Após isso, os americanos conseguiram o primeiro ataque na etapa complementar e Alisson foi obrigado a fazer uma grande defesa.

Apesar da pressão do Brasil, o time dos Estados Unidos passou a levar perigo em contra-ataques em velocidade. Os americanos viram Alisson fazer boas defesas e chutes passarem raspando a trave.

Nos últimos minutos, o Brasil voltou a pressionar em busca do segundo gol, mas sem grandes efeitos. Com isso, a partida terminou em empate: 1 a 1.

Próximos jogos

As duas equipes voltam a entrar em campo em suas estreias na Copa América. Os Estados Unidos enfrentam a Bolívia, no próximo dia 23 de junho, enquanto o Brasil encara a Costa Rica, no dia 24.

Fonte: CNN

Foto: Rich Storry

Judoca do Sesi-SP, Michel Augusto conquista vaga inédita para Olimpíadas de Paris 2024

O judô do Sesi-SP segue fazendo história nos tatames e terá pela primeira vez um representante na principal competição esportiva mundial, as Olimpíadas. Michel Augusto, judoca da Equipe de Alto Rendimento do Sesi-SP, sediada no Sesi Botucatu, garantiu matematicamente sua vaga para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 ao conquistar pontos fundamentais no Mundial de Judô Sênior de Abu Dhabi, disputado no último final de semana.

Na competição dos Emirados Árabes Unidos, Michel chegou às oitavas de final da categoria até 60kg após duas lutas equilibradas e de alto nível. Na primeira fase, enfrentou Muhammadsoleh Quvatov, do Tadjiquistão, e venceu por waza-ari. O adversário era concorrente direto pela vaga olímpica.

Na fase seguinte, Michel venceu o número 5 do mundo, Balabay Aghayev, por punições. A queda foi para Yeldos Smetov, do Cazaquistão, que já foi vice-campeão olímpico e chegou à disputa pelo bronze na competição.

Com os 220 pontos conquistados, Michel Augusto está classificado para as Olimpíadas de Paris 2024. Após garantir a vaga, o judoca agradeceu o suporte técnico que teve nos últimos anos, resultando na inédita classificação olímpica. “Queria agradecer a todo mundo do Sesi-SP que me apoiou. Todos que estavam comigo diariamente na preparação, toda a Comissão Técnica. Muito obrigado! Agora, é focar nas Olimpíadas.”

Esse é mais um resultado extraordinário de Michel Augusto e do Judô do Sesi-SP, que demonstra o trabalho de excelência de toda a equipe. No último ano, a modalidade aumentou em mais de 70% sua quantidade de medalhas em relação à 2022. Entre elas, um ouro Pan-Americano de Michel.

Esses resultados da Equipe de Rendimento de Judô do Sesi-SP, sediado no Sesi Botucatu, levaram primeiramente à convocação inédita para o Campeonato Mundial Sênior de Judô e, agora, à classificação olímpica.

Fotos: Anderson Neves/CBJ

Sesi-SP comemora a escolha do Brasil como país sede da Copa do Mundo Feminina de 2027

Com um projeto que atualmente soma 1.680 alunas praticando o futebol feminino e que, em 2025, dará início à formação da primeira equipe federada para disputa do Campeonato Paulista Sub-15, o Sesi-SP comemora a escolha do Brasil como país sede da Copa do Mundo Feminina de 2027. A décima edição da principal competição de seleções do futebol feminino será a primeira disputada na América do Sul. O anúncio veio após o país superar a candidatura europeia por 119 votos a 78, nesta sexta-feira (17/5), durante o Congresso da Fifa, realizado em Bangkok, na Tailândia.

“Sem dúvidas, a notícia que veio nesta madrugada, do Brasil ser sede da Copa do Mundo de 2027, coroa o projeto de futebol feminino do Sesi-SP e aumenta as nossas expectativas para que mais meninas queiram jogar futebol ao longo dos próximos meses e anos. Nosso projeto, hoje, faz parte da estratégia nacional de desenvolvimento do futebol feminino junto com o Ministério do Esporte e o Conselho Nacional. Esse foi um dos pré-requisitos para que o Brasil pudesse se candidatar e agora ser coroado com essa escolha. Inclusive, está sendo um momento de muito orgulho para instituição e toda equipe que está envolvida no projeto, porque a gente sabe que temos nossa parcela de contribuição para este momento”, comemorou Mirella Cagliari, coordenadora de desenvolvimento esportivo no futebol feminino.

O Sesi-SP, com grande tradição na formação de atletas desde a base em várias modalidades, iniciou, em agosto de 2023, o projeto Futebol Feminino em 11 cidades do estado de São Paulo, disponibilizando mais de 3 mil vagas para meninas de 6 a 17 anos. O projeto, que tem como objetivo contribuir para a promoção da equidade de gênero, a valorização da mulher e a ampliação de possibilidades de atuação com o esporte feminino, ainda atua na democratização do acesso à modalidade e no trabalho a longo prazo, pensando desde a formação até a profissionalização.

“Quanto mais oportunidades a gente puder proporcionar para que meninas ingressem e pratiquem o futebol, maior vai ser a nossa rede de desenvolvimento e promoção da modalidade”, diz Mirella. Hoje, das 1680 alunas, 349 já formam as turmas de Treinamento Esportivo nas categorias Sub-12 e Sub-14. “Nessas turmas de aperfeiçoamento (categorias Sub-12 e Sub-14), as meninas já passam a treinar três vezes por semana e por mais tempo, têm um volume e uma intensidade um pouco maior, e a gente já começa exigir um refinamento técnico e tático”, explicou.

Após darem o pontapé inicial na prática da modalidade com o desenvolvimento do repertório motor, as alunas já participam de festivais e eventos locais. No Treinamento Esportivo, a Liga Sesi-SP, um dos maiores eventos esportivos promovidos por uma instituição privada que aposta, entre outras áreas de atendimento, na promoção ao talento esportivo, já está no calendário das meninas. A competição reúne 22 equipes divididas em três chaves. Ao todo, a Liga Sesi-SP de Futebol Feminino vai contar com 82 partidas ao longo deste ano. E, para 2025, a instituição dará início na turma de desempenho, formando uma seleção do Sesi-SP. Será a primeira equipe federativa na categoria Sub-15, que poderá participar do Campeonato Paulista da categoria.

“Eu vejo diversos impactos com esse anúncio, diversas expectativas, como o aumento do fomento da modalidade, mais meninas e famílias em busca da prática do futebol e um incentivo maior dos clubes e das instituições para o desenvolvimento das categorias de base. Acredito no aumento da visibilidade de forma geral, e com certeza o Sesi-SP está fazendo parte dessa história dentro do futebol feminino”, finalizou a coordenadora do futebol feminino do Sesi-SP.

Crédito da foto: Karim Kahn/Sesi-SP

Pela primeira vez, dupla do Sesi-SP é convocada para Mundial de Judô Sênior

A Equipe de Rendimento do Judô do Sesi-SP, baseado no Sesi de Botucatu, segue fazendo história. Na última semana, a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) divulgou a lista de convocados para a disputa do Mundial de Abu Dhabi de Judô Sênior e, dentre os selecionados, estão Michael Marcelino (até 73kg) e Michel Augusto (até 60kg). A competição será entre os dias 19 e 24 de maio.

Essa será a primeira vez que um atleta do Sesi Judô representará a equipe em uma competição mundial sênior. Michel Augusto disputará no individual até 60kg, enquanto Michael Marcelino estará na competição de time misto com o Brasil, sendo o lutador da categoria até 73kg. Nas competições juniores, Michael já foi convocado e conquistou um bronze, em 2019, no Marrocos.

O Campeonato Mundial de Abu Dhabi é o último evento do Tour Mundial da Federação Internacional de Judô (IJF) antes dos Jogos Olímpicos de Paris 2024. No ranking para a classificação olímpica, Michel está entre os classificados.

A competição recompensa em até 2000 pontos no ranking mundial para os vencedores de cada categoria, com o segundo lugar resultando em 1400 pontos e o terceiro, 1000. Dessa forma, Michel busca garantir que sua pontuação seja suficiente para não ser ultrapassado na classificação olímpica.

Michel Augusto estreia logo no primeiro dia de competições, no domingo, 19, com as fases preliminares começando às 4h, horário de Brasília, e a fase final às 11h. Já Michael Marcelino, junto ao time misto, está no último dia de competição, na sexta-feira, 24. As preliminares das equipes mistas começam às 5h, e a fase final às 11h.

A convocação de atletas da Equipe de Rendimento de Judô do Sesi-SP demonstra mais uma vez a excelência no trabalho feito nos treinamentos no Sesi Botucatu. Após um ano de crescimento em número de medalhas em 2023 — totalizando 278 medalhas entre todas as competições — a evidência do alto nível do Sesi Judô é também exposta nas convocações importantes da Seleção Brasileira.