Últimas Notícias

Coisas estranhas

Coisas estranhas a gente vê no mundo de hoje. Tudo ao contrário das expectativas. A gente espera por uma coisa, mas o que acontece são coisas totalmente diferentes. Não é questão de ruim ou bom. É só diferente. Lembro que no início da pandemia, o número de mortes era bem menor do que o que estamos vendo hoje, mas o governador pediu para fechar tudo. Era necessário? Não sei. Não sou especialista nisso. Só sei que a economia foi pro brejo, e o número de mortos começou a aumentar. Prendiam pessoas que iam às ruas para passear. Batiam nessas pessoas. E o número de mortes aumentava. Teria sido pior se não fechassem tudo? Não sei. Sei que, embora houvesse o fechamento, as coisas só pioraram. Agora, o governador já não pede para fechar tudo. Até as escolas abrirão nesse segundo semestre. Desde março do ano passado, quando o número de mortos era menor que o de hoje, as escolas estão fechadas, com aulas remotas, mas agora abrirão. É bem verdade que há muitos vacinados, mas as mortes continuam.

Pra falar de coisas mais recentes, que tal pessoas que começaram a torcer para que o Brasil perdesse para a Argentina, na Copa América? Dá para explicar? Dá. Claro que dá. Politizaram também a Copa América, assim como politizaram a pandemia. Como acharam que o Tite é lulista, aqueles que são contra o Lula – alguns – começaram a torcer contra o Brasil. Estranho, né? O Brasil perde para o seu maior rival, e algumas pessoas ficam felizes. Que felicidade é essa?

Mas isso não é novo no futebol brasileiro. Lembram o que aconteceu em 1970? Os mais velhos lembram. Naquele tempo, como estávamos no regime militar, a esquerda começou a torcer contra o Brasil, na Copa do Mundo. Só para não dar motivo de propaganda para o governo militar. Só que naquela época a seleção brasileira era tão boa que podiam botar o mundo inteiro torcendo contra ela, que ninguém a venceria. Nem a esquerda nem a direita.

Coisa estranha. As pessoas perdem uma grande oportunidade de sentir prazer só por causa da política. Enquanto uns fanáticos ficam, aqui em baixo, se digladiando, lá em cima, os políticos ficam se locupletando. Não vale a pena. Todo fanatismo é perigoso e cego. Essas pessoas misturam alho com bugalho e se lascam, perdem o prazer de muitas coisas na vida. Aliás, só para a gente continuar a conversa, eta frase esquisita essa de ‘confundir alho com bugalho’, não é? Muita gente a usa sem saber do que se trata. Parece essa turma que fica dando pitaco (Opinião dada sem ter sido solicitada, às vezes, oriunda de pessoa sem conhecimento de causa e sem motivo para interferir) sobre a COVID-19. No caso do bugalho é menos grave, pois não faz mal a ninguém. Só pra matar a curiosidade, o bugalho tem o mesmo formato do alho:

Vamos ser claros: as pessoas que confundem alho com bugalho não estão com nada. Não é preciso enxergar muito para ver a diferença.

BAHIGE FADEL

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Corpo de Bombeiros atende ocorrência de incêndio no Altos do Paraíso

Um incêncio em residência foi atendido pelo Corpo de Bombeiros em Botucatu na Rua João de Oliveira no Altos do ...