Últimas Notícias

Em nova reunião, vereadores buscam soluções para fios soltos e problemas de quedas de energia na cidade

Os vereadores Abelardo (REPUBLICANOS), Alessandra Lucchesi (PSDB), Cula (PSDB), Cláudia Gabriel (DEM), Marcelo Sleiman (DEM), Lelo Pagani (PSDB) e Palhinha (DEM) participaram, na manhã desta quinta-feira (11/03), de uma reunião remota com representantes da CPFL. O objetivo principal foi entender a logística da empresa em relação à utilização dos postes por empresas concessionárias, como as de telefonia.

A reunião foi um desdobramento de encontro entre vereadores e a operadora Vivo no final de fevereiro, que trouxe demandas e o pedido para o Legislativo ajudar a encaminhar essa questão no município. Naquela ocasião, os vereadores assumiram o compromisso de intermediar outras reuniões com as empresas envolvidas e o Poder Executivo, para resolver o problema que afeta diretamente o cidadão. “Entendemos que para isso o primeiro passo seria ouvir a CPFL e conhecer como funciona essa utilização dos postes e como se dá a relação com as concessionárias”, explicou o presidente da Câmara, vereador Palhinha.

Durante quase duas horas, a consultora de negócios, Orzila Ortega, e técnicos da Companhia responderam a questionamentos dos vereadores e debateram possíveis sugestões de encaminhamento. Como, segundo eles, a maior parte das reclamações de fios soltos/caídos que a CPFL recebe diz respeito a ‘cabos mortos’ de telefonia, os vereadores definiram que esta será uma primeira linha de ação junto às concessionárias.

Além desse tema central, os vereadores aproveitaram para apresentar outras demandas e conversar sobre a qualidade do fornecimento e as quedas de energia na zona rural e na zona urbana. “Foi um momento de aproximação e tivemos trocas importantes com essa empresa que presta um serviço essencial na nossa cidade. Vamos manter e estreitar esse contato para pensar e colocar em prática um plano de ação de melhorias para o município”, finaliza Palhinha.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

GEPOM apreende frascos de perfume de vendedores ambulantes em Botucatu

Na tarde de ontem, (06) a Equipe GEPOM da Guarda Civil Municipal em apoio a Fiscalização de Renda do Município ...