Últimas Notícias

Em reunião conjunta remota, comissões debatem projeto protocolado em caráter de urgência na Câmara

Recebeu parecer favorável das comissões de Constituição Justiça e Redação, Orçamento (CCJ), Finanças e Contabilidade e Saúde, Educação, Cultura, Lazer, Turismo, Meio Ambiente e Assistência Social o Projeto de Lei Complementar 2, de autoria do Executivo, que deu entrada na Casa em caráter de urgência na manhã de ontem, 3/3.

Num esforço concentrado, os vereadores membros de comissões Alessandra Lucchesi (PSDB), Marcelo Sleiman (DEM), Érika da Liga do Bem (REPUBLICANOS) e Sargento Laudo (PSDB), e o presidente da Câmara, vereador Palhinha (DEM), fizeram uma reunião remota na manhã desta quinta-feira, 4/3, para debater o projeto que propõe alterar a estrutura orçamentária da Secretaria Municipal de Saúde para que a Prefeitura possa iniciar as tratativas para eventual compra de imunizantes de vacinas contra o novo coronavírus.

“De acordo com o parecer do STF, o texto é constitucional e do ponto de vista da redação, da legalidade e da clareza o projeto está adequado e trata de temática de muita importância. Por isso votamos favorável”, explicou o presidente da CCJ, vereador Marcelo Sleiman.

A presidente da comissão de Saúde, vereadora Alessandra Lucchesi, também votou favorável à continuidade do trâmite do projeto na Câmara e justificou: “Esse projeto autoriza o Executivo a fazer as tratativas que julgar necessárias para garantir mais vacinas para nossa cidade e as vacinas, hoje, trazem a esperança de retomada das atividades de economia, da educação e de uma vida mais segura”.

No texto, o PLC pede a autorização da Câmara para abrir um crédito adicional suplementar de até R$ 6.000.000,00 (seis milhões de reais) na Secretaria da Saúde, valor que será coberto com recursos do superávit financeiro do exercício de 2020. “Estamos criando um ambiente que permite a movimentação do Executivo em direção à busca por imunização e saúde e vamos fazer qualquer esforço para que isso aconteça. Nossa comissão votou com tranquilidade porque o projeto deixa claro que a verba deve vir de um superávit”, concluiu o presidente da comissão de Finanças, vereador Sargento Laudo.

Com a conclusão dos pareceres, o projeto está liberado para ser pautado e deve ser levado para a apreciação do plenário em sessão extraordinária já na próxima semana.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Esporte abre chamamento público para desenvolvimento de modalidades em Botucatu

A Secretaria Municipal de Esportes e Promoção da Qualidade de Vida abriu um chamamento público para a contratação, por meio ...