Fifa reconheceu o Palmeiras como campeão mundial? Entenda o porquê

Afinal, a Fifa reconhece ou não o Palmeiras como campeão mundial de clubes pelo título da Copa Rio de 1951? A polêmica discussão que mobiliza torcedores alviverdes e seus rivais foi reacendida com um evento realizado nesta sexta-feira (1).

Palazzo Verde, casa de entretenimento com temática palmeirense sediada em frente ao Allianz Parque, promoveu uma cerimônia na qual foi entregue uma ata da Fifa, em tradução juramentada em português, da reunião em que entidade teria reconhecido o clube paulista como campeão mundial, em junho de 2014.

O documento original está disponível online. Trata-se da ata da 31ª reunião do Comitê Executivo da Fifa, realizada no Grand Hyatt, em São Paulo, em 7 de junho de 2014, por ocasião da Copa do Mundo no Brasil. Ela é assinada por Jerôme Valcke, então secretário-geral da entidade máxima do futebol e hoje banido da modalidade até outubro de 2025 por diversas infrações.

O encontro, em um sábado, das 14h às 18h, contou com vários dirigentes da Fifa, muitos que também acabaram banidos do futebol, como o então presidente da entidade, Joseph Blatter, ou ex-mandatário da CBF, Marco Polo Del Nero.

Uma das decisões daquela reunião, como descrito na ata, foi “atender a requisição da CBF para reconhecer o torneio de 1951 entre clubes da Europa e América do Sul vencido pelo Palmeiras como a primeira competição mundial de clubes”. Em inglês, esse trecho final, foi colocado da seguinte forma: “first worldwide club competition”.

A tradução juramentada foi feita pelo tradutor juramentado Klébert Renée Machado Gonçalves, o que confere ao documento validade legal e oficial no Brasil – como é possível ser feito com qualquer documentação oficial que esteja em outro idioma.

A grande questão é que, embora tenha tomado tal decisão em 2014, em uma reunião oficial, a Fifa nunca tratou a Copa Rio de 1951 como um Mundial. A entidade considera o torneio sob sua organização (em 2000 e depois a partir de 2005) e entende a antiga Copa Intercontinental, em jogo único entre campeão europeu e sul-americano, como precursora do formato.

A Fifa, inclusive, já se manifestou outras vezes em inglês sobre o título do Palmeiras, usando termos como “global champion” ou novamente “worldwide champion”, o que indica que toda polêmica que tanto mexe com rivais acaba sendo quase que uma questão semântica.

Isso porque a Fifa entende que a Copa Rio de 1951 foi o primeiro torneio de clubes de nível mundial, independentemente do nome que a competição tinha. Acontece, por outro lado, que a entidade sempre relutou – e é assim que responde hoje ao ser questionada – em equiparar isso ao seu Mundial – o Fifa Club World Cup, em inglês.

Para os torcedores do Palmeiras, trata-se de uma questão menor, o clube é campeão do mundo, sim. Para os rivais, a leitura é diferente, em uma discussão que nunca terá fim – a não ser que a Fifa decida por um ponto final definitivo.

Voltando à noite de sexta, ao evento no Palazzo Verde, a cerimônia reuniu diversos ídolos do Palmeiras e serviu também para homenagear Aldo Rebelo, torcedor do Palmeiras que era ministro do esporte em 2014. Foi ele o responsável, há quase uma década, por oficializar o documento em português – o político recebeu uma placa por isso.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.