No Dia Mundial de Luta Contra a Aids (01/12), especialistas de saúde alertam sobre o aumento de infecções sexualmente transmissíveis

O dia 1º dezembro é o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, e dados divulgados na quinta-feira (30/11), pelo Ministério da Saúde mostram que quase 11 mil pessoas morreram com o vírus HIV ou Aids no Brasil em 2022. Em média, foram 30 mortes por dia. A maioria entre pessoas negras, sendo 47% pardos e 14,7% pretas. Brancos representaram 35,6% do total.

Médicos e especialistas de saúde têm alertado sobre o aumento de infecções sexualmente transmissíveis. O crescimento é notado em todas as faixas etárias, mas os jovens estão em maior risco devido a um agravante: o abandono do uso de preservativos.

Segundo interpretação de especialistas, essa nova geração não viu o impacto da Aids nos anos 1990 e, por isso, não têm o mesmo receio das gerações anteriores. Dados do Ministério da Saúde, apontam que a maior incidência da contaminação é entre homens e na faixa etária entre 25 e 39 anos.

Região Sudeste tem liderada com 203 mil casos; seguida de Nordeste, com 104 mil; Sul, com 93 mil; Norte, com 49 mil; e Centro-Oeste, com 38 mil.

Um dado recente da Secretaria de Saúde do Distrito Federal mostra que 51% dos casos de infecção por HIV, de 2017 a 2021, ocorreram em jovens de 15 a 29 anos. Pesquisa feita pelo Ministério da Saúde, em 2016, mostrava que 35% dos jovens entre 15 e 24 anos tiveram mais de dez parceiros sexuais na vida.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.