Últimas Notícias

No Dia Mundial do Diabetes, entenda como prevenir a doença

No próximo dia 14 de novembro será celebrado o Dia Mundial do Diabetes, data criada pela Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês) para chamar a atenção das pessoas para uma doença silenciosa e sem cura, que exige um acompanhamento multidisciplinar. Hoje, a enfermidade já atinge 13 milhões de brasileiros e, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, esse número tende a aumentar mais de 150% até 2035.

A endocrinologista do Seconci-SP (Serviço Social da Construção), Bruna Lima da Silva, explica que a doença é causada pela deficiência na produção ou na ação da insulina — hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo. “O diabetes pode se manifestar em diversas formas e exige tratamentos específicos. O tipo 1 acontece em pessoas geneticamente predispostas, sendo mais comum em crianças, adolescentes e adultos jovens. Já o tipo 2, que é encontrado com maior frequência em indivíduos acima de 40 anos, está diretamente relacionado ao sobrepeso, sedentarismo e hábitos alimentares inadequados”, explica a médica.

Além destes, a doença pode acometer mulheres durante a gestação, trazendo riscos tanto para a mãe quanto para o feto e o neonato, sendo geralmente diagnosticado no segundo ou terceiro trimestres da gestação. Pode ser transitório ou persistir após o parto, caracterizando-se como importante fator de risco independente para desenvolvimento futuro de DM2 (diabetes mellitus tipo 2).

Embora a enfermidade seja silenciosa na maioria dos casos, exigindo exames laboratoriais para diagnosticá-la, sintomas como fome, sede excessiva, fraqueza e perda de peso podem ocorrer. “Por não ser uma patologia 100% genética, o fator ambiental é determinante. Quem tem uma vida mais saudável, tem menos chance de desenvolver diabetes”, explica a endocrinologista.

Fatores como alcoolismo e tabagismo também podem contribuir para o aumento de risco da doença. “É preciso, portanto, focar na educação dos hábitos para a prevenção: reduzir carboidratos, cortar o açúcar e se dedicar às atividades físicas com mais frequência”, complementa. “Quando não tratada, as sequelas da doença podem ser irreversíveis, como perda de visão, insuficiência renal ou até a amputação de algum membro”.

No Seconci-SP, os trabalhadores e seus familiares contam com toda a estrutura laboratorial e profissionais de diferentes especialidades para a realização de exames e tratamentos. Para a prevenção do diabetes especificamente, a entidade conta com uma equipe multidisciplinar que inclui nutricionistas, endocrinologistas e nefrologistas, além de psicólogos e psiquiatras, quando necessário.

 

fonte: CDN Comunicação

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Atendimento presencial nas repartições municipais permanece suspenso até dia 11 de outubro

O prazo de suspensão dos atendimentos presenciais das repartições públicas municipais foi prorrogado. A medida, que tem como objetivo evitar ...