O dia seguinte

Perguntará o caro leitor: Dia seguinte de quê? E eu lhe respondo: Dos meses anteriores. Como será o dia seguinte desses meses pelos quais estamos passando? Em primeiro lugar, a gente precisa saber quantos meses serão.

Ficaremos só nesses quatro da quarentena ou a quarentena se prolongará? Pelo jeito, vai se prolongar. Por quanto tempo? Por mais um mês? Dois meses? Até o ano que vem? Você deve estar dizendo: Só Deus sabe. É verdade, porque os governantes não sabem, os médicos não sabem, os filósofos não sabem. Nem os profetas sabem.

Nem Nostradamus resolveria essa questão. Eu também não sou capaz de resolver. Nem você, caro leitor. Então, só Deus. Só que a gente precisaria saber se Deus quer resolver essa questão. Ou se está deixando a gente de castigo. Aprontou, né? Não cuidou da natureza? Só se preocupou com as coisas materiais? Andou pensando que você é o Deus, e não eu? Muito bem, é o livre arbítrio. Agora chegou a vez de eu mostrar que você não manda nada, que sua força não é nada ante o meu poder. Não é a primeira vez que eu faço isso com a humanidade, cara. É só ler na Bíblia.

Veja o dilúvio que eu provoquei. Veja Sodoma e Gomorra. Está tudo na Bíblia. Um pela água, outra pelo fogo. E agora é um vírus. Ué! Você não achava ser o todo-poderoso? Mostre o seu poder. Um virusinho de nada, que em dá pra ver a olho nu, está acabando com você. Está desafiando os entendidos. Os especialistas. Os expertos ou, se preferir, os experts. Fica mais chique falar em inglês: experts. Mas fique calmo.

Eu não faço isso por ódio. Eu faço isso por amor. Eu sou pai e amo você, meu filho. E como Pai, preciso mostrar pra você o que de ruim você está fazendo para si e para os outros. Você tem se achado. Você se acha o maioral. Você não se preocupa com o bem-estar dos outros. Você só sabe conjugar os verbos na primeira pessoa: eu posso, eu quero, eu sou, eu mando, eu exijo, eu, eu, eu… Agora, você deveria refletir um pouco mais e mudar essa conjugação: eu não posso tudo, eu quero ser melhor, eu sou fraco, eu não mando nada, eu não exijo nada. Tomara que esse vírus tenha servido para uma mudança de postura de você e dos outros. Tomará que, depois disso tudo, as pessoas comecem a perceber que precisam dos outros, que os outros precisam delas.

Tomara que as pessoas comecem a olhar para dentro de si, não como uma forma de egocentrismo, mas como uma forma de se conhecer melhor e de se corrigir. Tomara. Caso contrário, essa pandemia não terá servido para nada. Se as pessoas voltarem a ser como eram, ninguém terá aprendido a lição. Seria uma pena. E eu teria que pensar em outra estratégia, para que as pessoas aprendessem a sua verdadeira missão aqui na terra. Eu as criei com inteligência, não para que ela fosse usada para destruir o próximo, mas para que cada um pudesse, usando-a, tornar-se uma pessoa melhor.

A inteligência foi dada para que as pessoas aperfeiçoassem o mundo que eu construí como sua moradia. Bem, acho que, desta vez, a lição foi aprendida. O mundo que eu construí vai ser melhor. Vai ser bem melhor.

BAHIGE FADEL

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Prefeitura inicia construção de vestiários no Campo da Vila Maria

A Prefeitura de Botucatu iniciou na última semana a construção de vestiários no Campo da Vila Maria, antigo Estádio Petrarca ...