Home > Destaque > Prefeitura e Sabesp assinam autorização para Barragem do Rio Pardo

Prefeitura e Sabesp assinam autorização para Barragem do Rio Pardo

A Prefeitura de Botucatu e a Sabesp assinaram nesta quinta-feira, 21, a autorização para o início das Obras da Barragem de Acumulação de Água do Rio Pardo. O investimento vai garantir a segurança hídrica de Botucatu pelas próximas décadas.

O evento de assinatura contou com a presença do Governador em Exercício, Rodrigo Garcia, do Secretário de  Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Marcos Penido, do Deputado Federal, Samuel Moreira, do Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi e lideranças regionais.

 “Estamos aqui para comemorar mais uma conquista do Governo Estadual. A época da crise hídrica chamou atenção para o problema e hoje estamos assinando a autorização que vai garantir maior segurança hídrica para o Município”, destacou o Governador em Exercício do Estado de São Paulo,
Rodrigo Garcia.

“A crise hídrica impôs um planejamento e fez com que buscássemos alternativas. A barragem do Rio Pardo foi a solução encontrada e hoje, com o apoio da Sabesp, daremos já início a essa obra tão importante para garantir o futuro para a cidade de Botucatu”, afirmou Prefeito Mário Pardini, recordando a crise hídrica de 2014.

Com as obras, a represa ocupará uma área de 150 hectares e tem por finalidade armazenar água para atendimento das demandas de abastecimento público. A barragem terá a função de regularizar a vazão de água bruta do Rio Pardo à sua jusante a um patamar de 800 litros por segundo, sendo que a necessidade de consumo da população atual de Botucatu é de 520 l/s.

O investimento será de R$ 53,5 milhões e a previsão é que os trabalhos para a construção da represa sejam concluídos no primeiro semestre de 2022. Após o término da construção da barragem, haverá ainda as etapas de enchimento do reservatório, plantio compensatório de 160 mil mudas de árvores nativas e manutenção. Com isso, a Barragem do Rio Pardo deve entrar em operação até o final de 2023.

Atualmente, a captação de água é feita diretamente no curso do rio, deixando o município vulnerável na época de falta de chuvas. Com a nova barragem, se houver uma crise hídrica como a que ocorreu em 2014 – a mais severa da história do município -, Botucatu terá reserva durante um ano sem necessidade de medidas drásticas, como o racionamento de água.

 

fonte: Comunicação Prefeitura Botucatu

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Inscrições para Cursos de Férias terminam neste sábado (14)

Estudantes do Ensino Médio, de escolas públicas de Botucatu e região, podem se inscrever gratuitamente, até 14 de dezembro deste ...