Professor Silvio Vieira de Miranda, um novo Cidadão Botucatuense

Na noite desta sexta-feira (24/11), a Câmara de Botucatu realizou uma sessão solene para entrega do Título de Cidadão Botucatuense Senhor Silvio Vieira de Miranda.
De autoria da vereadora Alessandra Lucchesi (PSDB), o projeto foi aprovado por unanimidade dos votos, dando origem ao Decreto Legislativo nº 405 de 08 de agosto de 2023, e representa uma das mais altas honrarias que o Poder Legislativo pode conceder. O título de “Cidadão Botucatuense” é destinado a pessoas que não nasceram em Botucatu, mas que tem grande e reconhecida contribuição à cidade.
Na sessão solene, acompanharam a entrega da homenagem vereadores, familiares, amigos e a Secretária de Educação, Cláudia Gabriel, representando o poder Executivo Municipal.
Quem é Silvio Vieira de Miranda?
Silvio Vieira de Miranda nasceu em 1968, na cidade de Conchas (SP). Desde jovem, já demonstrava amor pela docência, tanto que cursou Magistério, Pedagogia, Licenciatura em Geografia e Mestrado em Docência para a Educação Básica.
Na década de 80, chegou em Botucatu, onde teve o primeiro contato com a chamada “Pedagogia Waldorf” (método de ensino que tem como base os princípios da filosofia “espiritual”, a qual enxerga o ser humano como um conjunto harmônico em três dimensões: física, anímica e espiritual). Foi dessa maneira que começou a atuar na Escola Aitiara.
Depois de alguns meses morando na Europa, retornou para Botucatu e passou em um concurso público para professor de Geografia do Estado, onde trabalhou por dez anos. Também atuou como Supervisor de Ensino na Diretoria de Ensino de Botucatu, onde participou da Comissão Organizadora da Elaboração do Plano Municipal de Educação do Município de Botucatu 2014 – 2024 e contribuiu com textos sobre o Ensino Médio e a Pedagogia Waldorf, da qual nunca se distanciou. Desde 2013, Silvio atua como Diretor Pedagógico frente à Secretaria Escolar da Escola Aitiara, no Bairro Demétria.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.