Reflita agora!

Compaixão. Altruísmo. Companheirismo. Qual desses você tem praticado? Tudo é muito rápido. Correria, dia-a-dia, rotina é a vida que passa e pouco denotamos como.

Tempo no trânsito, na fila, na espera ou na expectativa. São tantos minutos que se tornam horas, mal percebemos porque vivendo afobados pela idade moderna e, agora a calmaria tornou-se nosso castigo.

Não estamos com tempo, estamos com a sobra dele. Parados e extasiados esperamos os dias passarem sem saber quantos dias faltam, esperamos e esperamos. Rezamos, torcemos e até os mais descrentes acreditam em algo, seja divindades ou ciência. Compartilhamos o desejo mútuo de um mundo livre de uma doença global.

Dias mais curtos ou cumpridos, as vezes mal sabemos quando é domingo. Sem generalizar, pois, boa parte das pessoas estão na rua na luta, buscando a cura ou os alimentos para sua família, divididos, porém unidos. É crise econômica, social e governamental, vamos além do esperado e passamos altos e baixos como uma grande montanha russa.

O que fazemos com esse tempo de sobra? Até os que menos praticam a reflexão, estão o fazendo. Refletir não é a cura, mas é o caminho, é preciso entender, aprender, questionar e argumentar, isso nunca esteve tão claro.

Estamos mediante verdade nunca ditas, e se ditas nunca elevada moralmente, precisamos de educação, da história e da reflexão. Precisamos olhar para o próximo para podemos prover a nós mesmos. Precisamos nos cuidar para cuidar da família. Precisamos da arte, livros, música e conversas fáceis para manter a sanidade.

Separados estamos unidos, e mesmo o quão contraditório seja, pela primeira vez entendemos isso. A OMS luta pela vida e nós somos os combatentes, somos a linha que irá definir ou não o presente e futuro, responsabilidade não é mesmo? Aparatos e instruções nos são dados, porém o comprometimento está em cada um.

Os agentes de saúde, linha de frente, colocando em risco sua vida e de sua família, por mim, por você e por todos sem precisar nos conhecer. Estão lá e clamam pelo mínimo de reconhecimento, e não uma glorificação, apenas que fique em casa. Sejamos humanos, sejamos pelo próxima agora e gerações futuras.

Se estivéssemos em um quadrinho de heróis a manopla que garante a existência estaria nas mãos de cada um, somos os responsáveis reais pelo fim do mal que nos assola, respondemos por nós e por todos. Refletir sobre a existência nunca foi pensar no individual, precisamos de uma sociedade que caminhe junto, que reflita sobre suas escolhas e atitudes.

Passamos da idade de responsabilizar outras pessoas pelos nossos atos, nunca fomos tão importantes para fazer a diferença. Então, reflita para que juntos possamos construir um mundo melhor!

 

 

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Últimas atualizações do Boletim Corona Virus para a região de Botucatu

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) atualiza suas principais informações desta sexta-feira, 11 de setembro: ...