Últimas Notícias

Resultado de vacina da Covid-19 pode sair na semana que vem

João Doria, governador de São Paulo, continua a dar declarações otimistas sobre a vacina contra Covid-19 CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e testada no país em parceria com o Instituto Butantan. Segundo ele, os resultados dos estudos de fase 3 serão reunidos na próxima sexta-feira (16) e apresentados publicamente na segunda-feira (19).

O governador antecipou alguns dos resultados que podem ser esperados. “Até agora, todos os resultados foram positivos. Nenhuma colateralidade foi apresentada nos 13.000 médicos e enfermeiros em sete estados”, afirmou Doria durante coletiva desta quarta-feira (14).

Apesar de a declaração ser um bom indicativo de segurança da vacina, o que já havia sido atestado nos experimentos de fase 1 e 2 e com um estudo com 50 mil voluntários na China, a fala de Doria não deixa claro o que se espera quanto à sua eficácia, que é o que realmente conta para a fase 3, que definirá se a vacina pode ou não ser registrada e distribuída no país.

O Butantan já havia afirmado que buscará registrar a CoronaVac na Anvisa se for constatada uma eficácia mínima de 50%. Para validar essa expectativa, o instituto esperava reunir cerca de 60 casos de Covid-19 entre seus voluntários; se eles se concentrarem totalmente ou em sua grande maioria dentro do grupo placebo, que recebeu uma substância incapaz de combater o vírus, é porque a vacina funciona como o esperado. Se não houver diferença significativa entre os grupos, é porque não funciona.

Enquanto os resultados definitivos não saem, a Anvisa já está analisando as informações preliminares das pesquisas, enviados como parte de um novo processo de submissão contínua. O sistema permite que a agência receba os dados dos estudos conforme eles ficam prontos em vez de receber apenas um dossiê completo quando as pesquisas estão concluídas. Assim, a resposta deve sair mais rápido, permitindo uma distribuição mais rápida em caso de aprovação.

Mesmo sem a resposta sobre a eficácia da CoronaVac, o governo de SP já está divulgando o plano de vacinação. Se a vacina se mostrar eficaz, Doria diz que a distribuição começará em 15 de dezembro, com prioridade para profissionais de saúde. Na sequência, serão vacinados professores e portadores de doenças crônicas que podem agravar a infecção pelo coronavírus.

O acordo com a Sinovac prevê a entrega de 60 milhões de doses da CoronaVac até fevereiro de 2021, entre as entregues já prontas e as envasadas no Instituto Butantan, que assumirá a tecnologia de produção que permitirá a produção local para distribuição no Brasil. A expectativa é de que até maio sejam acumuladas 100 milhões de doses, e investimentos estão sendo realizados para ampliação da capacidade produtiva do Butantan, para que possam ser produzidas 100 milhões de doses por ano.

A CoronaVac depende de duas aplicações para imunização, espaçadas em 14 dias entre si, o que significa que 100 milhões de doses são suficiente para 50 milhões de pessoas. Seria o suficiente para aplicar em toda a população do estado de São Paulo.

Fonte e foto: Olhar Digital

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Prefeitura de Botucatu disponibiliza intérprete de libras para consultas e outros serviços

Você já imaginou visitar um país sem ter domínio da língua nativa e ter grande dificuldade em se comunicar? Essa ...