Ministério da Saúde visita Botucatu em processo de certificação da eliminação da Transmissão Vertical do HIV e boas práticas contra a sífilis

O Município de Botucatu solicitou o pleito de Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical do HIV e o Selo Prata de Boas Práticas para a Eliminação da Sífilis Congênita. Tanto a certificação quanto o selo se tratam do reconhecimento do Ministério da Saúde pelo trabalho realizado pelo conjunto de equipamentos de saúde de referência para a redução da transmissão vertical do HIV e da sífilis.

A Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical (TV) do HIV é uma estratégia do Ministério da Saúde para fortalecer a gestão e a rede de atenção do Sistema Único de Saúde (SUS), aprimorando ações de prevenção, diagnóstico, assistência e tratamento das gestantes, parcerias sexuais e crianças, além da qualificação da vigilância epidemiológica e dos sistemas de informação, monitoramento e avaliação contínua das políticas públicas voltadas à eliminação da TV do HIV no Brasil.

O processo de certificação tem como objetivo o reconhecimento de todo trabalho realizado pelos equipamentos de Saúde de Botucatu, que são responsáveis pelo caminho da gestante percorrido desde a sua entrada na unidade básica de saúde até o nascimento do seu filho, na maternidade.

Botucatu já foi reconhecido na primeira etapa como município apto ao pleito, momento em que a certificação depende da avaliação de dados epidemiológicos, assistenciais e de direitos humanos que, em conjunto, demonstram o sucesso das políticas no manejo das gestantes, puérperas e crianças vivendo com HIV. Por isso, uma comitiva do Ministério da Saúde visitou a Cidade por três dias verificando em cada serviço os dados apresentados previamente.

Foram visitados as Unidades de Atenção Primária a Saúde Municipal, o SAE, a maternidade do HC, o laboratório de referência do Município, além do acompanhamento de uma abordagem da equipe do Consultório de Rua, e dados epidemiológicos da Vigilância Epidemiológica Municipal e do Programa Municipal DST/HIV/Aids.

Além da premiação, a iniciativa tem como objetivo fortalecer ainda mais a assistência aos pacientes envolvidos no atendimento.

O processo de certificação será finalizado em dezembro na sede do Ministério da Saúde, em Brasília, quando serão apresentados os resultados das visitas técnicas e dos documentos encaminhados à validação.

Sobre Régis Vallée

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.