Região

Bauru: Com apoio da Polícia Militar, Receita apreende 3,4 t de roupas falsificadas

A Delegacia da Receita Federal de Bauru, com o apoio de equipes do 4º Batalhão de Caçadores da Polícia Militar (PM), deflagrou nesta quarta-feira (19) a “Operação Bolívia” com o objetivo de combater crimes de contrabando e descaminho na cidade. No total, as equipes apreenderam cerca de 3,4 toneladas de peças de vestuário falsificadas, que imitavam roupas de marca. Todas terão como destino projetos sociais ou vítimas de tragédias humanitárias, como a do Rio Grande do Sul. Durante a operação, não ocorreram prisões.

Segundo informações da Delegacia da Receita Federal de Bauru, a Equipe de Vigilância e Repressão (EVR) da unidade e policiais militares vistoriaram três imóveis no município, onde foram apreendidos 240 volumes com peças de roupas falsificadas, totalizando aproximadamente 3,4 toneladas de vestuário contrafeito.

Em um dos endereços, onde funcionava estabelecimento comercial, de acordo com nota da Delegacia, eram realizadas atividades de armazenagem, etiquetagem e embalagem de confecções de origem e procedência estrangeira, ou contrafeitas, para posterior distribuição em toda a região central do estado de São Paulo.

Também foram alvos da operação um imóvel residencial que funcionava como depósito e pequeno comércio dedicado ao varejo das peças. “Em sua maior parte, as mercadorias provinham do município de São Paulo e tinham como origem pequenas fábricas clandestinas que operam à margem de qualquer controle ou fiscalização estatal”, diz a nota. O nome da operação faz menção à rua de um dos alvos e também ao fato de as fábricas de confecções clandestinas em São Paulo utilizarem mão de obra de imigrantes bolivianos.

 

Operação contou com o apoio de equipes da PM (crédito: Polícia Militar/Divulgação)

Fonte: JCNET

Foto: Polícia Militar/Divulgação

Avaré: Pré-candidatos a prefeito quase saem em “vias de fato” em Sessão da Câmara

Os vereadores e pré-candidatos a prefeito de Avaré, Roberto Araújo e Marcelo Ortega quase saíram em “vias de fato” durante a sessão da Câmara Municipal, realizada na noite de terça-feira (18).

O clima começou a esquentar quando o vereador Roberto Araújo fazia uso da palavra. Durante sua fala, uma munícipe que acompanhava a sessão do plenário, começou a se manifestar contra o parlamentar, o que desagradou o líder do prefeito na Câmara.

“Aquela senhora, que está se manifestando, porque apoia outro pré-candidato a prefeito, ela deveria pensar na Apae. Utilize a tribuna para defender a Apae e não o pré-candidato. O que a senhora está fazendo, está envolvendo o nome da Apae de forma negativa. Pare de fazer politicagem barata. Vá defender seu candidato nas ruas, mas não fique usando as crianças das Apae para fazer essa politicagem barata”, disparou Araújo.

Enquanto Araújo falava, a munícipe também se manifestou e a sessão teve que ser paralisada para que os ânimos se acalmassem.

Neste momento, iniciou-se uma grande discussão, onde Marcelo Ortega chegou a chamar Araújo de mentiroso. “Demagogo e mentiroso”. Araújo se levantou da mesa e foi em direção de Ortega, momento que a transmissão foi interrompida.

Fonte: A Voz do Vale

 

Itatinga: Carreta com 30 toneladas de bobinas de aço é destruída por incêndio na Castello

Um incêndio de grandes proporções destruiu completamente uma carreta que transportava 30 toneladas de bobinas de aço na terça-feira (18), na Rodovia Castello Branco (SP-280), em Itatinga. O incidente aconteceu nas proximidades da praça de pedágio.

De acordo com informações da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o incêndio teve início após o motorista sentir odor de queimado enquanto trafegava no sentido capital-interior. Felizmente, o condutor conseguiu parar o veículo no acostamento e sair em segurança antes que as chamas tomassem conta da cabine.

Apesar da rápida ação do Corpo de Bombeiros e das equipes da concessionária que administra a rodovia, as chamas se alastraram rapidamente, consumindo a carreta e toda a carga de aço.

As causas do incêndio ainda estão sendo investigadas pelas autoridades. A perícia no local deve ser realizada para determinar a origem das chamas.

 

Paulistânia (SP): Preso tio suspeito de agredir menino que morreu após ter alta

Um menino de 3 anos, morador de Paulistânia, morreu na madrugada desta terça-feira (18) em decorrência de parada cardiorrespiratória que, apesar de todas as tentativas, não foi revertida por equipe da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Geisel, em Bauru. Cerca de três horas antes, ele havia sido liberado da mesma UPA, onde ficou em observação por 7 horas. Segundo o boletim de ocorrência (BO), a mãe da criança disse para enfermeiras que ela teria sido agredida pelo tio. O homem teve a prisão temporária decretada e está preso. O caso, registrado como morte suspeita, é investigado pela Polícia Civil.

De acordo com a chefe de gabinete da Prefeitura de Paulistânia, Maria Aparecida Lescova, Marcos Derick Bueno Sisterhen deu entrada na Unidade Básica de Saúde (UBS) da cidade por volta das 15h desta segunda (17), com o quadro de vômito e sonolência.

Durante o atendimento, a mãe relatou que o filho teria sofrido agressões físicas por parte de um tio e o Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso. Após avaliação médica, ele foi transferido em uma ambulância para a UPA do Geisel, em Bauru.

Na unidade, foi avaliado e ficou em observação. A assessoria de imprensa da Prefeitura de Bauru informou que o garoto chegou à UPA com os sinais vitais normais. Extraoficialmente, neste primeiro atendimento, a genitora não teria comentado sobre agressões.

Segundo a chefe de gabinete da Prefeitura de Paulistânia, a criança teve alta da UPA às 23h15 e retornou para Paulistânia na ambulância do município, sendo deixada pelo motorista com a mãe, em sua casa, em uma fazenda na zona rural, por volta da 0h30.

Ainda conforme Lescova, por volta da 1h40, mãe e filho retornaram a Paulistânia, onde ambulância fica de plantão. A mulher disse que, ao dar banho no garoto, ele perdeu a consciência. Após regulação junto à UPA de Bauru, ele seguiu novamente para a unidade.

Conforme o BO, Marcos Derick deu entrada na UPA em parada cardiorrespiratória, e sem sinais vitais. Apesar das tentativas de reanimação, teve a morte constatada por volta das 2h30 e o corpo seguiu para o Instituto Médico Legal (IML) local para exames.

A reportagem entrou em contato com o Conselho Tutelar de Paulistânia para saber se alguma autoridade foi comunicada sobre a denúncia de suposta agressão feita pela mãe da criança, mas a responsável pelo órgão não deu retorno até o fechamento desta edição.

O JC também procurou o delegado do município, Rogério Dantas, responsável pelas investigações, e ele informou que o suspeito do crime está preso temporariamente. Detalhes sobre a prisão serão divulgados nesta quarta-feira (19). O corpo de Marcos Derick foi sepultado no fim da tarde, no Cemitério de Paulistânia.

Fonte: JCNET

Foto: Malavolta Jr.

Bauru: Homem é preso e tenta danificar viatura com chutes e cabeçadas

Um homem de 38 anos foi preso em flagrante, na noite desta segunda-feira (17), em Bauru, por descumprir medida protetiva e tentar danificar uma viatura policial com chutes e cabeçadas ao ser inserido no veículo. O fato aconteceu por volta de 20h20, no Jardim Tangarás.

Segundo o boletim de ocorrência (BO), a equipe da 4.ª Companhia da PM foi até o endereço, onde o indiciado teria feito um “escândalo”. No local, moram a ex-companheira e a filha dele, de 16 anos. A mãe relatou aos policias que, no início do ano, ele agrediu a adolescente e, por essa razão, à época, elas procuraram a Polícia Civil para solicitar a protetiva, desrespeitada nesta noite.

Durante a conversa com a dona da casa, os policiais viram que o acusado estava a poucos metros do imóvel, observando a denunciante. Ele foi abordado e, ao ser levado ao Plantão Policial, tentou quebrar o vidro do carro, mas foi impedido pelos PMs. Na Polícia Civil, o homem teve a prisão ratificada e permaneceu à disposição da Justiça.

Fonte: JCNET

Bauru: Jovem é baleado nos dois braços após discussão

Um jovem de 21 anos foi ferido a bala, nos braços direito e esquerdo, após uma discussão ocorrida na tarde deste sábado (15), no Parque Roosevelt, em Bauru. A Polícia Militar (PM) chegou até ele porque foi informada que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bela Vista atendia uma pessoa ferida por projéteis de arma de fogo.

Pelo local, o rapaz informou que estava em seu veículo, sem especificar se como condutor ou passageiro, quando houve uma desavença com um pedestre, que disparou contra ele. Imediatamente ele fugiu e buscou atendimento médico.

A corporação esteve no local apontado pela vítima, mas não encontrou qualquer vestígio da tentativa de homicídio, consta em boletim de ocorrência registrado no plantão policial. O caso será investigado.

 

Bauru: Motorista passa mal, sai do carro e morre na Nações Norte

Um homem de 53 anos morreu, no início da tarde deste sábado (15), após um mal súbito, em Bauru. Ele dirigia um veículo pela avenida Nações Norte, quando percebeu que algo não estava bem. Então, parou o carro na via, desembarcou e caiu ao lado do automóvel.

Quando a Polícia Militar chegou ao local, o condutor, que não é da cidade e estava com um carro alugado, já estava sem vida. O caso foi registrado no plantão da Polícia Civil como morte suspeita para que o corpo fosse conduzido ao Instituto Médico Legal (IML). O veículo foi recolhido administrativamente e a família da vítima, comunicada.

Fonte: JCNET

Jaú: Beneficiado com “saidinha” é preso novamente após sair no horário noturno

Preso de “Saidinha” em Jaú é levado de volta para o Presídio. Cabos Cavalcanti e Olivieri participaram da prisão
A Polícia Militar deteve um homem de 39 anos no Jardim Pires de Campos, na madrugada desta sexta-feira (14).
Ele era beneficiado pela saída temporária de presos, a famosa”SAIDINHA “, e foi localizado após o sistema o sinal da tornozeleira eletrônica acusar que ele havia deixado sua residência no período noturno, ou seja fora do horário permitido.
Devido ao descumprimento da medida imposta pelo benefício, ele foi conduzido de volta para o presídio onde cumpria pena pelo crime de furto.