Vigilância Sanitária autua agência bancária por fila com mais de 100 pessoas no Centro

A Vigilância Sanitária autuou na manhã desta terça-feira, 07, uma instituição bancária do Município, localizada no Centro, que não cumpriu medidas de prevenção ao coronavírus.

Agentes da Vigilância e integrantes da Guarda Civil Municipal compareceram ao local e verificaram uma extensa fila de clientes, que não tinha a distância mínima de 2 metros entre cada pessoa.

“Foi lavrado um auto de infração, visto que não foram implantadas as estratégias de gestão e controle dos pontos de espera e orientação por elementos de sinalização no solo para distanciamento mínimo entre clientes . A fila chegou a dobrar o quarteirão da agência, com mais de 100 pessoas presentes. O banco também foi orientado sobre como evitar situações como essa, que colocam em risco a população”, afirmou Rosana Minharro, chefe da divisão da Vigilância Sanitária de Botucatu.

Em Botucatu, de acordo com o decreto nº 11.965, as instituições bancárias são responsáveis por evitar aglomeração de pessoas em filas, tanto dos atendimentos pessoais, quanto dos caixas eletrônicos.

O decreto, que estabelece medidas de regulamento e funcionamento desses estabelecimentos, traz também outras responsabilidades aos bancos:

– Promover o distanciamento de dois metros entre os pontos de atendimento e estações de trabalho;

– Promover a distância mínima de dois metros dos clientes nas filas internas e externas, incluindo orientação via cartaz, faixas e sinalização de solo;

– Oferecer materiais de higiene e proteção a clientes e funcionários, bem como promover a higienização dos equipamentos utilizados pelos mesmos.

Durante a ação, a GCM distribuiu aproximadamente 50 máscaras e deu instruções de prevenção aos cidadãos que integravam a fila.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Se você não recebeu a confirmação, não compareça à consulta no HCFMB!

Desde o início da pandemia do COVID-19 no mês de março, o HCFMB reduziu o número de consultas, exames e ...