Últimas Notícias

Em dia de luto – e luta – por João Alberto, assassinado em Porto Alegre

Na véspera do dia que representa a luta pelos direitos do povo negro no Brasil, mais um corpo negro tombou, assassinado por um segurança e um policial militar em uma rede internacional de supermercados. João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, foi espancado até a morte nas dependências de uma loja do Carrefour, em Passo D’Areia, Porto Alegre, e é mais uma vítima do racismo estrutural no país.

A Anistia Internacional lamenta profundamente a morte brutal de João Alberto e repudia o racismo e a violência empregados pelos dois autores do homicídio, um deles, policial militar. É inadmissível que agentes de segurança pública ou privada façam uso excessivo da força, violando as normas internacionais e os princípios de legalidade, necessidade e proporcionalidade. O Carrefour, seu segurança e o policial da Brigada Militar do Rio Grande do Sul devem ser investigados e responsabilizados pelos crimes cometidos de homicídio e racismo.

“É fundamental que a sociedade brasileira avance na luta antirracista. O Dia da Consciência Negra é um dia de luta e hoje estamos em luto novamente por mais um crime bárbaro contra uma pessoa negra.. É muito triste testemunharmos mais uma vez como o racismo mata, como uma pessoa negra foi assassinada por um policial militar e um segurança privado. É preciso que o caso seja investigado com independência e celeridade, e que haja Justiça”, afirma Jurema Werneck, diretora executiva da Anistia Internacional Brasil.

A vítima era cliente habitual da loja e estava acompanhado de sua esposa. Ele chegou a pedir ajuda enquanto apanhava dos dois homens. João Alberto já estava imobilizado, no chão, mas os seguranças continuaram o espancando. Quando a Brigada Militar chegou, tentou reanimá-lo, mas ele não resistiu.

Os dois autores do crime foram presos em flagrante e o caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Porto Alegre. As pessoas negras são as que mais morrem nesse país. Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 74,5% das vítimas de crimes letais no país são negras. Dentre os mortos pela polícia, a proporção é ainda maior: 79,1%.

A Anistia Internacional recorda que os Princípios Orientadores das Nações Unidas sobre Empresas e Direitos Humanos, estabelecem o dever das empresas em respeitar os direitos humanos e adotar medidas de prevenção e quando quando for o caso, mitigação de violações de direitos humanos. Assim, o Carrefour tem a obrigação de tomar medidas para combater as práticas racistas dentro de suas lojas, implementando mudanças para coibir o racismo e a discriminação contra pessoas negras

“Já passou da hora de autoridades públicas, empresas e sociedade civil se unirem na luta contra o racismo estrutural que a cada 23 minutos mata um jovem negro no Brasil. Neste dia de luta e resistência para a população negra brasileira, é preciso transformar a revoltante morte de João Alberto em medidas efetivas de igualdade racial, afinal Vidas Negras Importam”, completa Jurema Werneck.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Hípica Vitoreli é destaque no último final de semana em Rio Claro-SP

Hípica Vitoreli esteve no último final de semana (21/11 e 22/11), na cidade de Rio Claro-SP, participando d a 4º ...