Lídia Hadassa de Lima, de 14 anos, foi morta a facadas em Júlio Mesquita (SP) — Foto: Arquivo pessoal

Adolescente morta em Júlio Mesquita foi atingida por pelo menos cinco facadas

A adolescente de 14 anos que foi morta a facadas quando voltava para casa depois da aula em Júlio Mesquita (SP) na tarde desta terça-feira (23) teria sido atingida por pelo menos cinco golpes, principalmente na região da barriga, segundo informações da Secretaria de Saúde.

Lídia Hadassa de Lima já estava perto de casa, que fica a duas quadras da Escola Estadual José Carlos Monteiro, onde estudava. A escola suspendeu as aulas até a próxima segunda-feira (29).

A adolescente foi socorrida pelo pai e vizinhos e levada para uma unidade de saúde na área central de Júlio Mesquita, mas morreu antes de ser atendida.

“Quando abri o portão, ela já estava caída e o que deu para gente fazer foi colocar no carro e correr com ela, mas ela já estava quase sem vida”, conta um dos vizinhos, o lavrador Edivaldo Roque Sena.

Um adolescente de 15 anos é suspeito do crime. Ele fugiu depois de esfaquear Lídia, mas foi encontrado em uma área de mata horas depois. O suspeito estuda na mesma escola que a vítima e, segundo parentes, tentava ter um relacionamento com ela.

O adolescente apresentava ferimentos pelo corpo e existia a suspeita dele ter tomado algum veneno, por isso foi encaminhado para atendimento no Hospital das Clínicas de Marília. Após receber alta, ele foi levado para uma unidade da Fundação Casa.

O corpo de Lídia é velado na Igreja Assembleia de Deus e o enterro será as 17h30 no Cemitério Municipal.

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação informou que as aulas na escola foram suspensas devido à morte da aluna.

A nota informa ainda que “a equipe do Programa de Melhoria da Convivência e Proteção Escolar (Conviva-SP) prestará toda ajuda e acolhimento necessários à comunidade escolar. A direção da escola também está à disposição das autoridades para colaborar com as investigações.”

Rua em que adolescente foi esfaqueada em Júlio Mesquita (SP) — Foto: Igor Rosa/TV TEM

Fonte: g1

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.