Últimas Notícias

O que muda nas sessões plenárias da Câmara de Botucatu a partir de 16 de agosto

Na última sessão ordinária de 9 de agosto, foi aprovado em segunda discussão e votação o projeto de resolução 1/2021. Apresentado pelos vereadores Lelo Pagani (PSDB), Alessandra Lucchesi (PSDB), Marcelo Sleiman (DEM) e Rose Ielo (PDT), ele alterou dispositivos do Regimento Interno da Câmara, especificamente pontos que tratam das sessões plenárias. Segundo seus autores, o objetivo das mudanças é “atualizar, ampliar e normatizar novas situações do cotidiano da Câmara, além de melhorar o acesso da população às sessões”.

Os vereadores-autores, inclusive, fazem parte de uma Comissão Temporária de Assuntos Relevantes formada exclusivamente para estudar e aprimorar o Regimento Interno, documento que organiza por meio de regras claras o funcionamento do Poder Legislativo. A intenção da comissão é continuar modernizando o Regimento no que for preciso.

A partir da segunda-feira, 16 de agosto, as alterações propostas já entram em vigor. Saiba as principais mudanças:

 

Horário de início

Como era: às 20h da segunda-feira.

Como fica: uma hora mais cedo, às 19h da segunda-feira. O objetivo é que a sessão alcance um maior número de pessoas com o novo horário.

 

Duração máxima

Como era: quatro horas, podendo terminar até a meia-noite (prorrogável).

Como fica: quatro horas e meia, podendo terminar até 23h30 (continua prorrogável).

 

Grande Expediente

Como era: duração de uma hora e meia, com tempo de fala de 15 minutos para cada vereador.

Como fica: duração de duas horas, com tempo de fala de 10 minutos para cada vereador – assim, todos têm a chance de falar todas as semanas, de maneira mais dinâmica.

 

Matérias em destaque

Como era: acabando o tempo do Pequeno Expediente, matérias não deliberadas e com pedido de destaque ficavam para a próxima sessão com prioridade de apreciação após a leitura dos requerimentos daquela noite.

Como fica: se ficarem pendentes, a discussão e votação das matérias em destaque devem acontecer antes da leitura dos requerimentos da próxima sessão.

 

Leitura na íntegra

Como era: não havia limite de pedido de leitura na íntegra de proposituras no Pequeno Expediente.

Como fica: cada vereador pode pedir até duas leituras na íntegra de proposituras por sessão.

 

Sistema eletrônico de votação

Como era: não era previsto.

Como fica: o processo nominal de votação poderá ser realizado por meio de sistema eletrônico de votação.

 

Participação nas audiências públicas

Como era: a população podia participar apenas presencialmente.

Como fica: a população poderá participar de maneira remota das audiências públicas, o que torna o evento mais acessível e compatível com a realidade tecnológica atual.

fonte: Câmara Botucatu

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Unidades de Saúde dão início a Campanha de Nacional contra Poliomielite e Multivacinação

Todas as unidades de saúde de Botucatu já estão realizando a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação. ...