Últimas Notícias

Prefeitura de São Paulo gasta R$ 31 milhões com blocos e escolas de samba

Apesar de não contar com desfiles e demais atividades oficiais em 2021, o carnaval paulistano teve custo milionários para os pagadores de impostos da cidade de São Paulo. A prefeitura paulistana manteve o repasse para entidades do setor. Dessa forma, blocos carnavalescos e escolas de samba receberam o total de R$ 31,5 milhões.

Em nota, a prefeitura alegou que o acordo já estava firmado e que os valores seriam, na verdade, relativos ao ano passado. “O contrato firmado com a SPturis, ainda em 2020, é de R$ 33 milhões e neste momento estão sendo estudadas alternativas para aplicação nos desfiles de 2022”, informou. O valor mencionado — de R$ 33 milhões — leva em consideração taxas e impostos.

O prefeito Bruno Covas (PSDB) cancelou as festividades de carnaval. A decisão contou até com a suspensão do ponto facultativo nas repartições públicas, o que foi definido no fim de janeiro. Mesmo sem a festa popular aparecer no calendário oficial do município, agremiações envolvidas com a folia contaram com as seguintes quantias, informou o portal G1:

  • Liga SP

Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo. Tem como associadas as 36 escolas de samba dos grupos especial e acesso (I e II).

→ R$ 27,1 milhões (cachês);

→ R$ R$ 488 mil (premiações).

  • UESP

União das Escolas de Samba Paulistanas. Cuida dos desfiles das divisões inferiores das escolas de samba da capital paulista.

→ R$ 3,4 milhões (cachês);

→ R$ R$ 55 mil (premiações).

  • Abasp

Associação de Bandas Carnavalescas de São Paulo. Apesar do nome, organiza alguns blocos de carnaval.

→ R$ 235 mil.

  • ABBC

Associação das Bandas, Blocos e Cordões Carnavalescos de São Paulo. Assim como a Abasp, cuida do chamado carnaval de rua da cidade.

→ R$ 118 mil.

fonte: G1

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Câmara encerra plenárias de setembro com sessões ordinária e extraordinária em 27/09

Os vereadores da Câmara de Botucatu se reúnem nesta próxima segunda-feira (27/09) para deliberar projetos em sessão ordinária e extraordinária. ...