Aumento Exorbitante de Casos de Dengue Preocupa População de Botucatu

Os números são alarmantes. Apenas nos primeiros seis meses de 2024, Botucatu contabilizou mais de 16.594 casos confirmados de dengue, segundo dados registrados ontem (19/06), no Painel de Monitoramento da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo Dengue SP) e dos dados oficiais do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan).

Desse total já ocorreram 5 óbitos todos do sexo feminino, com idades entre 20 e 80 anos. O último aconteceu no dia 06 de abril, uma mulher com idade entre 20 e 34 anos.

Os números assustam ainda mais quando analisamos a mesma data no ano passado (19/06/23).

Segundo dados históricos contidos no site oficial da Prefeitura de Botucatu, esta mesma data registrava apenas 168 casos confirmados.

Isso representa um aumento de mais de 9777% no número de casos, sendo o maior índice de casos já registrados no município até hoje. Cerca de 12% da população já foi contaminada, só em 2024. De acordo com o site da Prefeitura de Botucatu a populacão da cidade é de 148.130 habitantes (Censo 2020).

Este crescimento acentuado tem colocado pressão sobre os serviços de saúde da cidade, que já enfrentam dificuldades para atender a demanda crescente de pacientes.

A situação é ainda mais preocupante devido à escassez de insumos, médicos, equipe de enfermagem, e à superlotação das unidades de saúde. “Estamos trabalhando no limite de nossa capacidade. Precisamos de mais recursos para lidar com essa epidemia”, declarou um médico da família de uma das unidades básicas de saúde do município. Ele relata que já procurou conversar com a coordenação da sua unidade e até mesmo a Secretaria de Saúde, mas não conseguiu nenhuma resposta. Ele solicitou da equipe de jornalismo do Alpha Notícias que sua identidade fosse mantida em sigilo, por receio de represálias.

Entre as medidas adotadas pela prefeitura, até o momento, para conter o avanço da doença, estão os mutirões de limpeza para eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

Contudo, especialistas em Saúde Pública da UNESP, alertam que essas ações, embora necessárias, podem não ser suficientes para conter o surto atual. “A dengue é uma doença cíclica e sua propagação é favorecida pelas condições climáticas e pelo comportamento da população. Precisamos de um esforço contínuo e integrado para combater esse problema de maneira eficaz”, informaram.

A população, por sua vez, está preocupada. Muitos moradores relatam medo e insegurança diante do aumento dos casos. “É assustador ver tantas pessoas adoecendo ao nosso redor. Todos os dias ouvimos falar de alguém que está com dengue”, comentou Maria de Souza, residente do bairro Vila Maria, um dos mais afetados pela epidemia.

Em resposta à crise, a prefeitura de Botucatu tem buscado intensificar as ações de combate à dengue. O prefeito, Mário Pardini, ampliou o atendimento e as atividades de controle do mosquito, com a criação de Centro de Hidratação no recém-inaugurado posto de saúde no Bairro Lavapés.

Enquanto isso, os cidadãos são incentivados a colaborar ativamente na luta contra a dengue, mantendo suas casas livres de focos do mosquito e adotando práticas de prevenção recomendadas pelas autoridades de saúde, mas foi realizada uma curta campanha de publicidade que foi veiculada nos principais meios de comunicação da cidade.

Mas, a batalha contra a dengue em Botucatu está longe de ser vencida.

Poucas ações da Vigilância Sanitária, de forma concreta e eficaz, têm sido feitas para o combate ao mosquito. Muitas áreas da cidade sequer receberam a visita dos agentes sanitários e a cobertura de nebulização das ruas também é precária. Além disso, as ações de campanhas educativas também já foram suspensas. Outro agravante, é a falta de kits para testes rápidos nas unidades básicas de saúde do Município. E mais impactante ainda é a falta de vacinas que é o único meio realmente eficaz de prevenção, e isso contribui significativamente para o crescimento dos casos de dengue em Botucatu.

O Ministério da Saúde já distribuiu 5 remessas de vacinas de dengue, totalizando cerca de 1,2 milhão de doses distribuídas para 521 municípios do país. No entanto, Botucatu ainda não foi contemplada em nenhuma dessas remessas. Dentre os municípios próximos já contemplados destacam-se: Agudos, Barra Bonita, Bauru, Igaraçu do Tietê, Lençóis Paulista, Macatuba, Mineiros do Tietê, Pederneiras, entre outros.

DADOS:
DENGUE SP: https://dengue.saude.sp.gov.br/dengue
(Atualizado até 19 Jun 2024)

SINAN ONLINE
https://portalsinan.saude.gov
(Atualizado até 19 Jun 2024)

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOTUCATU: https://www.botucatu.sp.gov.br/portal/vigilancia-epidemiologica/2/dengue

Sobre Régis Vallée

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.