Últimas Notícias

Cadê os bichos, as árvores e as cores? Conheça três livros para ler no Dia da Árvore e fortalecer o respeito à natureza desde a infância

O calendário de setembro tem duas datas importantes no Brasil: Dia da Árvore (21) e Início da Primavera (22). Que tal aproveitar o mês para conversar com os pequenos sobre a importância das árvores para a nossa sobrevivência?

Segundo o estudo do Botanical Gardens Conservation International (BGCI), de 2017, o Brasil é o país com a maior biodiversidade de árvores do mundo. São 8.715 espécies de árvores no território brasileiro, 14% das 60.065 que existem no planeta. Mas, em um mundo guiado pelo consumo, como mostrar a importância de preservar a natureza?

O Dia da Árvore foi instituído justamente com o objetivo de conscientizar a respeito da preservação. Como pais, mães e professores, é essencial tratar esse assunto com as crianças. Como abordá-lo?

Para mestre em Literatura, Renata Nakano, os livros literários são um bom caminho para iniciar uma conversa. Ela cita três títulos: Estranhas criaturas de Cristóbal Léon e Cristina Sitja Rubio (Editora WMF Martins Fontes), O Monstro Papapalmeiras de Dipacho (Editora Cai-Cai) e Cadê os bichos? de Cris Eich (Editora Bamboozinho).

Renata, que também é idealizadora e diretora-geral do Clube Quindim, explica que no primeiro livro as criaturas estranhas são os humanos que “roubam” as casas (árvores) dos animais da floresta. Já o livro Papapalmeiras conta a história de um monstro que come as árvores palmeiras para transformá-las e vendê-las. Esse título está sendo lançado com exclusividade pelo Clube Quindim em parceria com a Editora Cai-Cai, neste mês de setembro. “É um livro que chama a atenção dos adultos para o desmatamento e o comércio ilegal de madeira, já as crianças que não têm esse repertório vão se concentrar mais na fome e na fúria do monstro e nos elementos gráficos da obra, como o forte contraste entre as cores preto e o branco”, observa Renata.

No livro Cadê os bichos?, o alerta é para o desmatamento. “É interessante porque, além de apresentar muitas animais de nossa fauna, ele nos mostra como a sobrevivência deles está relacionada ao desmatamento”, explica Renata.

No blog do Clube Quindim (https://quindim.com.br/blog/meio-ambiente-para-educacao-infantil/) é possível acompanhar o resumo desses e outros livros que levam as crianças a conhecerem mais sobre a fauna e a flora. “Temos uma grande preocupação em trazer aos nossos leitores livros que apresentem nossa fauna e nossa flora. Sofremos grande colonização cultural, e na maioria das vezes as crianças brasileiras são apresentadas a animais de outros países, como o elefante, muito antes de conhecerem animais tão nossos como o tamanduá”, observa Renata.

Sobre o Clube Quindim

O Clube Quindim é um projeto de curadoria de livros infantis criado em 2016 com o objetivo de despertar o afeto pela experiência literária em famílias de todo o Brasil. Projeto independente de impacto social, o Clube Quindim tem como um dos valores a diversidade. Seus curadores, de diferentes regiões do Brasil, são os maiores especialistas em literatura infantil do País. Ao longo destes quase cinco anos, o Clube Quindim já impactou mais de 12 mil crianças de todos os estados do País. Hoje, conta com uma rede de mais de 20 colaboradores internos e externos que levam aos seus assinantes, 80% mulheres que incentivam a leitura junto aos seus filhos, obras de alta qualidade literária e materiais de formação. Mais informações pelo site www.quindim.com.br, pelas redes sociais @clubequindim e WhatsApp: (11) 4563-6701.

Sobre Renata Nakano

Renata Nakano, 38 anos, é idealizadora e diretora-geral do Clube Quindim e mestre em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio, possui MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC e bacharelado em Comunicação Social pela UAM. Como pesquisadora, foi premiada com bolsa da International Youth Library em Munique, biblioteca de maior acervo de LIJ do mundo. Casada com Daniel Sclearuc, é mãe de duas meninas: Clarice (3 anos) e Manuela (1,5 ano). Renata Nakano atua há 20 anos com literatura infantil. Já trabalhou em editoras de diferentes perfis, grandes, pequenas, multinacionais, teve seu próprio estúdio e fundou uma editora em sociedade com um grupo de investidores, a Edições de Janeiro. Além de gerir o Clube Quindim, atua como pesquisadora e professora de cursos de pós-graduação.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Unidades de Saúde dão início a Campanha de Nacional contra Poliomielite e Multivacinação

Todas as unidades de saúde de Botucatu já estão realizando a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação. ...