Colégio Santa Marcelina de São Paulo desenvolve projeto sustentável com foco no álbum de figurinhas da Copa do Mundo

Com o objetivo de estimular a conscientização ambiental das crianças e promover ações que contribuam para o cuidado com o planeta, o Colégio Santa Marcelina de São Paulo desenvolveu um projeto sustentável com foco nas figurinhas colecionáveis do álbum da Copa do Mundo de 2022. A iniciativa prevê a coleta e a destinação adequada para o Liner – papel retirado do verso das figurinhas, que não se enquadra no modelo tradicional de reciclagem.

Com a proximidade do início da Copa do Mundo e a consequente disseminação dos álbuns colecionáveis, os docentes, estudantes e profissionais do colégio observaram o grande volume de lixo gerado em decorrência do descarte dos papéis, o que motivou a criação do projeto.

Para a viabilização da iniciativa, foram desenvolvidas atividades com os estudantes do 2º ano, do Ensino Fundamental I, abrangendo pesquisas sobre a destinação do Liner e os efeitos da substância para o meio ambiente e, consequentemente, para o aumento do aquecimento global, caso o descarte seja feito incorretamente. Paralelamente, foi realizada a busca por empresas que atuam diretamente com a reciclagem específica deste tipo de material, para que o Liner coletado tenha a destinação adequada.

De acordo com a professora do Colégio Santa Marcelina de São Paulo, Camila Tardelli Carneiro, o propósito do projeto é atingir as diferentes habilidades na dimensão “consciência social” e a intencionalidade pedagógica permeará pelas competências que envolvem engajamento, cidadania e consciência planetária. “Esperamos que os estudantes desenvolvam habilidades em prol do bem comum, com atitudes coletivas e de cidadania, além de reconhecerem a responsabilidade individual para a melhoria do mundo e a conservação do planeta”, explica.

Dinâmica do projeto no Colégio Santa Marcelina

Com a estratégia definida, foram expostos, no 2° andar da unidade, cartazes explicativos e uma caixa de vidro, em que devem ser depositados os papéis que serão reciclados. Foi criado, também, o “Bolão do Liner” que, ao abrir espaço para as pessoas registrarem seus palpites de quantos papéis serão arrecadados até o final da campanha, contribui para incentivar a participação de toda comunidade escolar na arrecadação do material.

Segundo Camila Carneiro, iniciativas como esta geram efeitos positivos para todos os envolvidos. “Para o estudante, torna-se visível a potência que ele possui enquanto agente transformador de uma sociedade que seja justa, ética e que valorize e cuide das questões ambientais. Para o meio ambiente, são vistos benefícios como preservação de recursos naturais e destino ecologicamente correto dos materiais. Por fim, para a instituição, cria-se a capacidade de desenvolver cada vez mais projetos que tenham os estudantes como protagonistas, incentivando o conhecimento ambiental e atitudes conscientes”, acrescenta Camila Carneiro.

Ao todo, participaram diretamente da elaboração do projeto 26 estudantes e seus familiares, além de oito educadores. Indiretamente, a campanha mobilizou a turma e profissionais da instituição. “O interessante é que toda a comunidade escolar participou, de forma indireta, a partir da contribuição e descarte, voluntário, dos papéis Liners na caixa de reciclagem” finaliza Camila Carneiro.

Como reconhecimento pelo trabalho, o Colégio Santa Marcelina de São Paulo ultrapassou as barreiras da comunidade escolar e foi cadastrado como ponto oficial de coleta de Liners, contribuindo ativamente com o processo de reciclagem e economia circular. Desta forma, a primeira remessa do material será recolhida no mês de dezembro.

Sobre a Rede Santa Marcelina

O Instituto Internacional das Irmãs de Santa Marcelina foi fundado em 1838 por Monsenhor Luigi Biraghi, com o auxílio de Marina Videmari, em Milão, na Itália. Dedicada à educação, à saúde e à assistência social, a Congregação difundiu-se globalmente a partir da instituição de colégios, hospitais e obras sociais.

 Atualmente, presente em 8 países, espalhados por 3 continentes, e em 17 municípios e 9 estados brasileiros, incluindo São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Tocantins, o Instituto segue com a missão de levar adiante, com empenho e entusiasmo, a educação, a formação, a cura e a construção do ser humano íntegro e da sociedade. Tudo isto alinhado à uma metodologia inovadora de aprendizagem, alinhada às principais tendências do mercado educacional.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.