Itatiba-SP: mulher ‘pede pizza’ para denunciar violência doméstica

Uma mulher entrou em contato com a Guarda Municipal do município de Itatiba-SP, no interior de São Paulo, para denunciar violência doméstica nesta sexta-feira (29). Na ligação, ela fingiu estar pedindo uma pizza para conseguir denunciar o companheiro, que estava em casa no momento.

O caso aconteceu no bairro Cristo Redentor. Segundo informações da Guarda Municipal, a mulher ligou para o número 153 com voz alterada pedindo uma pizza e passou o endereço.

Os operadores entenderam que se tratava de um pedido de socorro e mandaram viaturas até o local. Ela relatou que era vítima de violência e que seu companheiro também era traficante de drogas.

O homem, de 25 anos, confessou que fazia “delivery de drogas” pela região. Ele foi encaminhado à delegacia da cidade e foi preso.

Em caso de violência, denuncie
Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 – Central de Atendimento à Mulher – e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Fonte: JCNET

Foto: Guarda Municipal de Itatiba (SP)

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.