Agosto Dourado: Campanha sobre amamentação é desenvolvida em Botucatu

O mês de agosto é conhecido como Agosto Dourado, por simbolizar a luta pelo incentivo à amamentação – a cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno.

Neste ano, a Semana Mundial do Aleitamento Materno 2020 terá como tema o impacto da alimentação infantil no meio ambiente, nas mudanças climáticas e na necessidade urgente de proteger, promover e apoiar o aleitamento materno para a saúde do planeta e de seu povo. A iniciativa faz parte do chamado “Agosto Dourado”, mês dedicado à intensificação das ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno.

Pensando nisso, a Secretaria Municipal de Saúde realiza a campanha de conscientização sobre a importância da amamentação.

A amamentação é um dos melhores investimentos para salvar vidas infantis e melhorar a saúde, o desenvolvimento social e econômico dos indivíduos e nações. Por meio do leite materno, o bebê recebe os anticorpos da mãe que o protegem contra doenças como diarreia e infecções, bem como as respiratórias.

“O risco de asma, diabetes e obesidade é menor em crianças amamentadas, mesmo depois que elas param de mamar. A amamentação é, ainda, um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, importante para que ela tenha dentes fortes, desenvolva a fala e tenha uma boa respiração. Sem romantizar, o aleitamento é um processo, às vezes doloroso e solitário, e algumas mães precisam de apoio. Por outro lado, deve ser a única fonte de alimentação dos bebês até os seis meses de vida”, afirma o Secretário de Saúde, André Spadaro.

A Prefeitura de Botucatu, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, incentiva o Aleitamento Materno e disponibiliza as Unidades e Serviços de Saúde, assim como a Clínica do Bebê, para a promoção e apoio ao Aleitamento Materno, com orientações desde o pré-natal, no período pós-parto e nos primeiros anos de vida do bebê.

No Brasil, somente cerca de 9% das crianças beneficiam-se do aleitamento materno exclusivo, e a média, geralmente, é de apenas 54 dias de amamentação por criança. Estes números são as evidências das quais precisamos para entender a urgência da necessidade de participação e colaboração de todos em prol do aleitamento materno.

Facilitadores do aleitamento materno:

– Estar informada sobre as vantagens da amamentação e como ela deve ser feita;

– Iniciar a amamentação na primeira hora de vida do bebê;

– Mesmo em casos em que as mães estejam separadas de seus filhos, mostrar como manter a lactação e a amamentação;

– Dar somente leite materno como alimento exclusivo ao recém-nascido até o 6º mês de vida e após este período oferecer até 2 anos ou mais complementado com outros alimentos saudáveis;

– Realizar amamentação em livre demanda (sem horários definidos);

– Não dar bicos artificiais ou chupetas para os bebês;

– Buscar informações de apoio à amamentação.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Retomada das aulas começará a partir do dia 8 de setembro para toda rede de ensino do estado de São Paulo

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (24) a retomada das aulas presenciais a partir do dia 8 de setembro em toda a ...