Orkut: site é reativado e fundador promete novidades “em breve”

Parece até pegadinha do dia da mentira, mas não é! O site oficial do Orkut foi reativado, na quarta-feira (27), e com uma mensagem misteriosa de seu fundador, o engenheiro de software Orkut Buyukkokten. Num clima nostálgico, ele relembrou o lançamento da rede social há 17 anos e como o feito alcançou mais de 300 milhões de usuários, antes de ser desativada de vez em 2014.

Inclusive, a surpresa acontece logo depois que Elon Musk fechou o acordo para ser o dono do Twitter. A aquisição gerou a repercussão de várias publicações, enquanto alguns internautas amaram, outros pediram o retorno do Orkut para “salvar” a internet.

Confira a mensagem:

(Fonte: Orkut/Reprodução)Imagem:  Orkut/Reprodução

No que parece ser uma crítica sobre as atuais principais redes sociais, o fundador do Orkut disse que “nossas opções para encontrar e construir conexões reais são poucas e bem escassas”, além de que “nossas ferramentas online devem nos servir, não nos dividir”.

Não parando por aí, ele alfinetou o comércio de dados pelas plataformas, exemplificando a responsabilidade sobre a criação de sentimentos como medo e ansiedade: “Eu quero que você seja capaz de fazer conexões duradouras”. Depois, o engenheiro destacou destaca que houve um trabalho duro para desestimular o ódio e a desinformação dentro da comunidade em volta do Orkut.

Porém, muita calma nessa hora! Não há muitas informações do que acontecer, apenas que no final do comunicado, Buyukkokten se despediu dizendo que as novidades aparecerão “em breve”. O curioso é que ao mesmo tempo que o Orkut reapareceu, a página oficial do Hello – plataforma também criada pelo engenheiro em 2016 – foi desativada e com expectativa de retorno.

fonte: Olhar digital

Sobre Régis Vallée

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.