Pederneiras: Com mais de 800 casos de dengue, cidade declara emergência

A Prefeitura de Pederneiras (26 quilômetros de Bauru) decretou estado de emergência e alerta epidemiológico em razão da dengue. Para tentar frear a proliferação do mosquito Aedes aegypti e o avanço da doença, o Executivo anunciou a execução de oito ações simultâneas, envolvendo mais de 100 servidores. Até esta segunda (5), a cidade somava 808 casos positivos de dengue só em 2024, com quatro internações (uma de paciente com confirmação da doença e três de casos suspeitos).

O decreto foi publicado na última quinta (1). Por meio dele, o município explicou que pode adotar medidas administrativas para combater a epidemia, como, por exemplo, emitir um termo de orientação no caso de imóveis particulares em que os moradores recusarem a entrada da autoridade sanitária durante ação da Vigilância.

A força-tarefa de combate à dengue, coordenada pelo Comitê de Combate à Dengue de Pederneiras, inclui mutirão de limpeza; desinfecção de áreas verdes e de tubulações de captação de água pluvial com uso de água hiperclorada; nebulização com inseticida em regiões com muitos casos positivos da doença e aplicação de fumacê.

Além disso, a Prefeitura está fazendo ação de orientação nas casas sobre como prevenir a dengue; vistoria domiciliar para verificar e eliminar possíveis focos de larvas do Aedes; distribuindo folhetos informativos em toda a cidade, em parceria com Sabesp; e intensificando fiscalização e aplicação de multas em terrenos com mato alto.

“Estamos enfrentando uma situação grave de dengue em nossa cidade, e precisamos agir com rapidez e eficiência para conter o avanço da doença”, declarou a prefeita Ivana Maria Bertolini Camarinha. “Mas também precisamos da colaboração de todos os moradores, que devem cuidar de suas casas e não deixar água parada em nenhum lugar. A dengue é uma doença séria, que pode levar à morte, mas pode ser evitada com medidas simples”.

Fonte: JCNET

Foto: Prefeitura de Pederneiras

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.