Pardinho é a cidade escolhida hoje no Pólo Cuesta

A história de Pardinho é marcada por um vilarejo com uma grande história, com direito a música da famosa dupla Tião Carreiro e Pardinho, a canção “FERREIRINHA”, que deu origem à estátua na entrada da cidade de Pardinho.

A estátua homenageia a cultura local e ao cavaleiro/violeiro, um tributo à música raiz Ferreirinha, letra de Adauto Ezequiel (Carreirinho) e imortalizada na voz de Tião Carreiro e Pardinho. Adalto, nascido em Bofete e um ilustre morador de Pardinho, na época trabalhou como pedreiro e ajudou a construir a igreja matriz da cidade, a PA música “Ferreirinha“ fala da IGREJA BOM JESUS DO RIBEIRÃO GRANDE situada na estrada atrás do condomínio Ninho verde 2 nas margens da rodovia Castelo Branco.

A Igreja Bom Jesus do Ribeirão Grande faz parte dos primórdios de Pardinho, quando ainda era Sesmaria Espírito Santo do Rio Pardo, chegando a ser um dos maiores centro de comércios de produtos agrícolas e mulas, vindo a ter cartório de registros.

“Reza a lenda que numa das brigas de final de festa, o padre que ao tentar separar, também apanhou feio, decidiu partir e furioso rogou uma praga que o povoado não iria para frente. 

O fato é que entre a imaginação e a realidade aquele povoado mingou restando o cemitério de bambu onde se encontram os restos do personagem que deu origem a famosa moda de viola”: O Ferreirinha.

Passado o tempo, uma iniciativa ergueu a igreja, retomando as missas e as festas. Em 2018 chegou a receber 10 mil pessoas entre os três dias de festas. Hoje aguarda o retorno das atividades e aspira se tornar parte do audacioso projeto de tornar aquela área um Centro Histórico.

Essa igreja com ar rural faz parte da Arquidiocese de Sant’Ana de Botucatu, a Catedral fica no centro da cidade de Botucatu e foi construída 1927, em homenagem a padroeira da cidade.

A Igreja de Santo Antônio no bairro de Rubião Júnior, também faz parte da Arquidiocese de Sant’Ana. O formato de castelo medieval foi uma maneira que o construtor Manoel Álvaro Guimarães encontrou para homenagear seu país de origem, Portugal.

A igreja foi construída em 1932, diz a lenda que por volta de 1900 o italiano Archangelo Frederico subia o morro todas as noites para acender uma lamparina para Santo Antônio em uma pedra em agradecimento por sua esposa curada de uma doença grave. Em 1923 Frederico faleceu, entretanto naquela noite a luz da Lamparina acendeu misteriosamente no topo do morro. Essa história de amor e fé incentivou a construção da Igreja de Santo Antônio

A igreja é conhecida por ser um mirante onde se aprecia um maravilhoso pôr do sol , pois fica no ponto mais alto da cidade, localizada a uma altitude média de 930 metros.

Colunista: Juliana Gomes

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.