Site Integra Tietê expõe as ações de recuperação do maior rio de São Paulo

Desde a última sexta-feira (22), quando se comemora o Dia do Tietê, a população pode acompanhar as ações, progressos, metas e indicadores relativos ao rio mais importante de São Paulo, tudo isso sem sair de casa e na palma da mão. Lançado pela Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil), o site do IntegraTietê, uma plataforma moderna e com interface intuitiva, tem por objetivo informar e dar transparência ao andamento do programa.

A navegação, bem simples e direta, permite acesso aos dados, como indicadores de desassoreamento, intervenções de saneamento com ligação de redes coletoras de esgoto a estações, até 2026, e, sobretudo, de medição da qualidade da água do rio – de forma trimestral. Neste caso, a página apresenta a série histórica – desde 2010 – medida a partir do DBO (Demanda Bioquímica de Oxigênio), assim como a nova metodologia de medição.

Outro ponto de destaque é a adoção de um novo indicador da qualidade da água do rio. O monitoramento passa a seguir um método mais transparente, seguro e preciso, com cálculo em tempo real: o COT (Carbono Orgânico Total). Agora, a medição ocorrerá em duas frentes – quantidade de carga orgânica gerada na bacia do Tietê – medida no ponto de saída (Reservatório Edgard Souza) e a concentração de COT nos afluentes da bacia do Tietê – incluindo o Rio Pinheiros. A partir do próximo ano, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) passa a ter 30 pontos de medição contra os atuais doze. O COT tem utilização referendada internacionalmente e está associado a projetos de despoluição de rios de vários países.
“Criar um site que integre todas as ações é avançar no tratamento que o Tietê merece. Os dados estão ali, com toda a transparência, e podem ser acompanhados por qualquer pessoa. Com isso, o programa IntegraTietê avança, ainda mais, na capacidade de diálogo com a sociedade”, avalia a secretária Natália Resende.

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.