Home > Destaque > Bolsonaro assina decreto que coloca Dataprev à venda

Bolsonaro assina decreto que coloca Dataprev à venda

Assim como ocorre com os Correios e Telebras, governo atual fará estudo para avaliar como vender Dataprev ao setor privado

O presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto, publicado nesta quinta-feira (16), colocando oficialmente a Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social) em processo de privatização. Agora, o governo fará estudos para avaliar como repassar a estatal ao setor privado. É o mesmo processo pelo qual passam a Telebras e os Correios desde o ano passado.

Dataprev entrou no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), vinculado à Casa Civil da Presidência da República. Ela também foi incluída no Programa Nacional de Desestatização (PND) após a assinatura do decreto.

O Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) também entrará no processo de privatização, mas Bolsonaro ainda não assinou um decreto que insira essa estatal no programa. Correios, Telebras e Ceitec (Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada) foram incluídos no PPI em 2019.

Na semana passada, a Dataprev anunciou o fechamento de 20 filiais até fevereiro, e abriu um programa de demissão voluntária para seus 493 funcionários afetados. O encerramento das atividades das filiais é para cortar custos: nos últimos três anos, o faturamento cresceu 13%, enquanto os gastos aumentaram 21%.

A Dataprev inicia hoje um Programa de Adequação de Quadro que visa o desligamento dos empregados lotados em 20 filiais da empresa que terão suas atividades encerradas até o final do próximo mês. O público alvo do Programa é de 493 empregados, 15% do total.

A presidente da Dataprev, Christiane Edington, disse na semana passada que as demissões não têm a ver com o plano de privatização da estatal. No entanto, o secretário especial de desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, afirmou no Twitter que “essas medidas vão tornar a empresa mais saudável para os processos de privatização no qual estamos trabalhando”.

A Dataprev presta serviços para a Receita Federal e o INSS. Ela tem como funções: cuidar do sistema online que faz a liberação do seguro desemprego; processar o pagamento mensal de 35 milhões de benefícios previdenciários; processar informações previdenciárias da Receita Federal; armazenar e gerir o CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais); com 35 bilhões de informações cadastrais e laborais, que permitem a concessão automática de direitos sociais como salário-maternidade ou aposentadoria; manter os programas que rodam nas estações de trabalho das agências da Previdência Social e nos postos do Sistema Nacional do Emprego (Sine).

O lucro líquido da estatal no ano de 2018 foi de R$ 150,6 milhões, enquanto o de 2017 foi de R$ 136,7 milhões.

Via: Teletime

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Sabesp realizará manutenção programada na Rua João Passos

A Sabesp informa que, nesta sexta-feira, dia 3/4, realizará serviço de manutenção programada na rua João Passos, na altura do ...