Intolerância

Será que podemos chamar a época em que vivemos de era da intolerância? Ou seria um exagero? As atitudes públicas que presenciamos nos dias atuais seriam manifestações de intolerância? Ou são manifestações sensatas, equilibradas, racionais, baseadas em argumentos sólidos? As pessoas, hoje, estão raciocinando mais com o cérebro ou com o fígado?

Vamos ver. Para não ficar apenas numa opinião, fui buscar o significado de intolerância. Aliás, opinião, no mundo de hoje, é o que não falta. E as pessoas alardeiam suas opiniões como se fossem verdades absolutas, dogmas até. Aprendi que opinião é bom tê-la, mas que ela tem mais importância para o seu dono do que para a verdade. A verdade é o fato. Já a opinião é um ponto de vista, nada mais. Tenho visto programas que se divulgam como informativos, mas que nada mais são do que programas de opinião. É um perigo para a verdade, quando acreditamos que a opinião é um fato. Mas vamos ao significado da intolerância: ‘Intolerância é a característica que corresponde a falta de compreensão ou aceitação em relação a algo. Uma pessoa que age com intolerância é chamada de intolerante e, por norma, apresenta um comportamento de repulsa, repugnância e ódio por determinada coisa que lhe seja diferente’.

Tá. Acho que ficou claro. O intolerante não aceita aquilo que é diferente do eu ele pensa. Assim, não adianta dialogar com um intolerante. Ele, por princípio, não aceitará nada que seja diferente do que ele quer ou pensa. Será contra. Não adianta você provar por a + b que ele está errado. O que vale é o que acha que deve valer. O intolerante, por mais inteligente que seja, é um mal. Aliás, o intolerante inteligente é mais perigoso do que o intolerante limitado, pois o inteligente é mais capaz de influenciar outras pessoas.

Pelo amor de Deus! Não vão pensar que sou contra aquele que não tolera a corrupção, a desonestidade, a mentira. Estou falando daquele que não tolera absolutamente nada que seja diferente do que ele quer ou pensa. Em política existe muito disso. O intolerante não tolera um político. Então, o que ele faz? É contra. E para justificar a sua posição contrária, ou inventa fatos sobre o tal político, ou distorce fatos sobre o tal político, ou dá a fatos negativos sobre o tal político uma dimensão muito superior à realidade. Ele, o intolerante, é incapaz de ver algum ponto positivo naquilo ou naquele que ele não tolera.

Sabe de uma coisa? O intolerante nunca acha que é intolerante. Ele esbraveja. Grande parte dos intolerantes é raivosa. Como não aceita nada diferente, tende a achar que os diferentes estão errados e/ou são seus inimigos. O intolerante é perigoso, pois tende a perder a noção de certo e errado. Tende a perder a noção de limites. Normalmente, os intolerantes perdem o bom senso. Não precisamos deles. Eles não acrescentam nada de positivo. Os intolerantes mataram Cristo e cristos.

BAHIGE FADEL

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.