Será

Será que tudo isso é por causa da quarentena? Será? Nunca vi tanto ódio espalhado entre as pessoas. Nunca vi tanta vontade de destruir, de procurar defeitos, de criar inimigos, de ofender, de machucar, de humilhar.

Será que é o tal do coronavírus que provoca tudo isso? Se for por causa dele, esse monstruoso vírus é pior ainda do que os apocalípticos mensageiros dizem. Se for por causa dele, esse monstruoso vírus é capaz de destruir muito mais do que os pulmões das pessoas. Está destruindo a dignidade das pessoas, a bondade das pessoas, a compreensão das pessoas, a tolerância das pessoas, a capacidade de aceitar o diferente. Está destruindo quase tudo.

As pessoas parece que não estão mais preocupadas com a saúde delas e dos outros, com a economia delas e da sociedade, com as dificuldades que estamos enfrentando e com as dificuldades maiores que, fatalmente, enfrentaremos. Estão preocupadas com a obtenção de vantagens políticas, estão preocupadas com os resultados das eleições de 2022, estão preocupadas com a possibilidade de seu adversário ter sucesso. Estão preocupadas com tudo, exceto com a doença.

A economia do mundo está degringolando, mas não se ouve ou se lê uma palavra sequer de algum governante sobre algum plano de recuperação. As empresas estão decretando falência, mas não se diz absolutamente nada sobre o que se oferecerá a elas para terem condições de sair desse buraco em que foram colocadas. As pessoas estão desesperadas com o desemprego que veio ou que virá, mas não se diz absolutamente nada a respeito de meios viáveis para que elas possam retornar à vida produtiva. Será que esse vírus já infectou o cérebro dessas pessoas, impossibilitando-as de pensar em algo produtivo, em algo útil?

Vejo as pessoas organizando passeatas, umas a favor do governo, outras contra o governo. Vejo pessoas fazendo enquetes para saber se o povo quer a cassação do governo ou não. Vejo pessoas ‘descobrindo’ que tal político já foi acusado de adultério. Vejo pessoas transformando uma brisa em tempestade, apenas para que as atenções dos outros recaiam sobre elas. Será que é o vírus? Será que esse vírus conseguiu atingir alguma parte oculta do ser humano, que o está impedindo de ser humano? De, sendo racional, usar a sua razão para construir algo positivo, algo necessário

para a solução dos problemas, algo definitivo para a recondução do mundo para dias melhores?

E depois que tudo isso acabar, que o vírus tiver ido para outros mundos, o que ficará? O mesmo ódio desses dias? A mesma intolerância desses dias? A mesma má vontade com o próximo? O mesmo rancor com aquele que não pensa como a gente? E o mundo melhor que a gente espera vai ficar para quando?

BAHIGE FADEL

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Últimas atualizações do Boletim Corona Virus para a região de Botucatu

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) atualiza suas principais informações desta sexta-feira, 11 de setembro: ...