Arquivo pessoal Luciana Rodzewics, de 45 anos, e a filha, Letícia Ayumi Rodzewics Sakumoto, de 20 anos, estavam no helicóptero

Busca por helicóptero desaparecido entra no 3º dia; veja o que se sabe

Um  helicóptero com quatro pessoas desapareceu enquanto fazia um trajeto entre a cidade de São Paulo e o município de Ilhabela, no litoral norte do estado, no último domingo (31).

O sumiço aconteceu após a aeronave adentrar um trecho de forte neblina, que causou baixa visibilidade ao sobrevoar a Serra do Mar, como relatado em vídeo e mensagens enviadas pelo piloto e por uma das passageiras.

Nesta quarta-feira (3), as buscas pelo helicóptero entram no terceiro dia. A operação é comandada pela Força Aérea Brasileira (FAB) com o apoio da Polícia Militar. A partir de hoje, o Corpo de Bombeiros também deve integrar as equipes de busca.

Estavam a bordo Letícia Ayumi Rodzewics Sakumot, de 20 anos, a mãe dela, a vendedora de roupas Luciana Marley Rodzewics Santos, de 46 anos, o piloto, identificado como Cassiano, e Raphael Torres, que convidou mãe e filha para um passeio bate-volta em Ilhabela.

Letícia e Luciana moram na Zona Norte da capital paulista, no bairro do Limão, e, de acordo com familiares, foram convidadas para fazer o passei por Raphael, um amigo da mãe da jovem.

O condutor do helicóptero foi identificado como Cassino Tete Teodoro, já que o nome é dito algumas vezes durante conversas sobre as condições meteorológicas com o dono de um heliponto em Ilhabela, onde deveria acontecer o pouso. O piloto já foi investigado por realizar voos irregulares e teve sua licença para voar cassada de 2021 a 2023, ficando proibido de fazer voos comerciais de passageiros.

As identidades dos passageiros ou do piloto não foram divulgadas pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) e pela FAB.

Parentes de Letícia e Luciana informaram que elas estavam indo para Ilhabela a convite de um amigo da família para fazer um passeio bate-volta e passar a virada do ano no local.

A aeronave é um Robinson R-44, um modelo de fabricação norte-americana de pequeno porte. O helicóptero é bastante usado em viagens urbanas e intermunicipais e geralmente transporta um piloto e três passageiros, como é o caso da aeronave que desapareceu no Litoral Norte.

O veículo em questão, no entanto, não estava autorizado a fazer táxi-aéreo, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Ele é registrado sob a matrícula PR-HDB.

Letícia havia gravado um vídeo mostrando a aeronave voando em meio a uma intensa neblina, por volta das 14h do dia 31. As imagens foram registradas cerca de 45 minutos após o helicóptero ter decolado do Campo de Marte, na Zona Norte de São Paulo.

O último contato identificado do piloto com a equipe responsável pelo tráfego aéreo foi às 15h10, depois disso, não se sabe o paradeiro do helicóptero ou dos passageiros. Porém, o alerta de desaparecimento foi recebido pela Polícia Militar somente às 22h40, quando foi gerado um alerta para o Comando de Aviação e para o Corpo de Bombeiros sobre uma possível queda de helicóptero.

Letícia chegou a fazer contato com o namorado por mensagem avisando que eles haviam pousado “no meio do mato”, em um pouso de emergência. O namorado, então, perguntou em que local eles estavam, mas a jovem disse não saber.

Além das mensagens de Letícia, o piloto também conversava com o dono de um heliponto, dizendo que estava com dificuldade para cruzar a Serra do Mar  em decorrência da falta de visibilidade.

aeronave é tida como desaparecida pelas autoridades, já que não há informações sobre o paradeiro do helicóptero, do piloto ou dos passageiros. O piloto pode ter optado por pousar em outro lugar devido às condições climáticas, que prejudicavam a visibilidade, e ainda não ter sido localizado. Como os destroços não foram encontrados, não é possível afirmar que o helicóptero caiu.

As buscas pelo helicóptero estão sendo realizadas pela FAB, com uma aeronave específica para salvamentos, a SC-105 Amazonas, do Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação. A Polícia Militar também participa da operação usando um helicóptero Águia.

As aeronaves sobrevoam a região da Serra do Mar na tentativa de encontrar o helicóptero desaparecido e os passageiros. Nesta quarta, as buscas entram no terceiro dia e se concentram entre a Serra do Mar e Caraguatatuba.

 

Sobre FERNANDO BRUDER TEODORO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.